Angola: Ministério da Juventude e Desportos recomenda inquérito devido a vandalismo

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Ministério da Juventude e Desportos angolano recomendou hoje a abertura de um inquérito devido aos atos de vandalismo protagonizados no sábado pelos adeptos do Sagrada Esperança no jogo do título de futebol, em Luanda.
Angola: Ministério da Juventude e Desportos recomenda inquérito devido a vandalismo

No estádio 11 de Novembro, os adeptos arrancaram e arremessaram cadeiras para o retângulo de jogo devido ao penálti assinalado a favor do Petro de Luanda, que perdia, na altura, por 1-0, aos 35 minutos, depois de um segundo golo anulado ao Sagrada, por alegada falta sobre um defesa do Petro de Luanda.

O ministério angolano refere no comunicado que reudia "veementemente os episódios de anti-desportivismo e de vandalismo ocorridos ao longo desse jogo", e recomenda que sejam "efetuadas diligências jurídicas e administrativas, no sentido de se apurar os responsáveis desses atos".

Acrescenta que "que os órgãos responsáveis pela segurança e ordem pública apurem e sancionem, de maneira exemplar, os seus autores" e que "aos utilizadores das instalações desportivas que se abstenham da prática de atos dessa natureza".

Em consequência dos protestos, o jogo ficou interrompido por mais de 15 minutos, devido a retirada dos jogadores e equipa técnica dos campeões angolanos do relvado.

A recomendação da abertura do inquérito surge numa altura em que o presidente da República de Angola, João Lourenço, felicitou hoje o Sagrada Esperança pela conquista do título.

“Os meus parabéns aos jogadores, equipa técnica e adeptos do Sagrada Esperança pela conquista do Girabola 2020/2021. Grandes são aqueles que trabalham arduamente por merecer a vitória”, referiu o líder angolano.

O Sagrada Esperança, com 70 pontos, conquistou no sábado o título, após vitória diante do Petro de Luanda, por 1-0, em Luanda.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página