LC: Sparta de Praga-Mónaco esteve interrompido por alegados insultos racistas

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O encontro Sparta de Praga-Mónaco (0-2), da primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões de futebol, disputado na capital checa, esteve hoje interrompido durante três minutos por alegados insultos racistas dirigidos aos franceses.
LC: Sparta de Praga-Mónaco esteve interrompido por alegados insultos racistas

Na sequência do primeiro golo apontado pelo médio Aurélien Tchouameni, aos 37 minutos, os jogadores monegascos falaram de imediato com o árbitro inglês Michael Oliver para revelar que tinham, aparentemente, sido alvo de insultos racistas por parte dos adeptos checos, enquanto festejavam o golo.

Contudo, após uma conversa entre os jogadores e a equipa de arbitragem, o ‘speaker’ do Estádio Letná dirigiu-se aos adeptos para apelar ao “espírito de jogo limpo”, alertando que, “no caso de reincidência de comportamento racista, a partida pode acabar antes do final”.

O jogo foi retomado, mas foi visível a indignação dos jogadores do Mónaco, que fizeram o segundo golo pelos pés do avançado Kevin Volland (59) e contaram com o português Gelson Martins entre os titulares.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página