loading

Angola: Kabuscorp acusa federação de prejudicar o clube

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

O presidente do Kabuscorp do Palanca, Bento dos Santos Kangamba, acusou o Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol (FAF) de prejudicar o clube, após uma sanção de dois jogos à porta fechada.

Angola: Kabuscorp acusa federação de prejudicar o clube

Acho melhor a FAF fazer um documento a dizer que não gosta do Kabuscorp e que, por isso, não joga mais no Girabola. Quando o Sporting de Cabinda marcou o golo do empate, os seus jogadores foram festejar ao lado dos adeptos do Kabuscorp. O atleta do Sporting de Cabinda queria problemas com os adeptos do Kabuscorp, fazendo com que estes se sentissem irritados”, referiu.

O responsável acrescentou que o “comissário ao jogo e o árbitro viram”, mas que, ainda assim, fizeram “um relatório para prejudicar o Kabuscorp”.

A equipa vai ainda pagar uma multa de 264 mil Kwanzas (cerca de 162 mil euros) pelos atos praticados durante o jogo, que terminou empatado a dois, no estádio dos Coqueiros em Luanda.

A sanção foi aplicada devido ao excesso de lotação e atos de vandalismo dos adeptos do Kabuscorp, na primeira jornada do campeonato angolano de futebol, diante do Sporting de Cabinda.

Sanções ao Kabuscorp do Palanca têm sido recorrentes, nos últimos anos, pelo Conselho de Disciplina da FAF que, em 2019, desqualificou a equipa para a terceira divisão do futebol angolano, após intervenção da FIFA, devido a incumprimentos contratuais com o antigo internacional brasileiro Rivaldo, ex-jogador da formação angolana.

A equipa, que regressou este ano à primeira divisão do futebol angolano, tem ainda dívidas por acertar com ex-jogadores e treinadores.

O treinador português Paulo Torres reclamou, recentemente, o pagamento de uma dívida, referente à quebra de contrato, avaliada em 29,3 milhões de Kwanzas (cerca de 38 mil euros), além dos seis milhões de Kwanzas (cerca de 7,8 mil euros), ao preparador físico português Rui Guilherme Pires de Oliveira.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página