loading

Joaquim Evangelista classifica de «inaceitável» o que se passou no Jamor

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

O presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), Joaquim Evangelista, considerou hoje que o que se passou no jogo entre o Belenenses SAD e o Benfica “é inaceitável e não pode repetir-se”.

Joaquim Evangelista classifica de «inaceitável» o que se passou no Jamor

O jogo entre o Belenenses SAD e o Benfica não dignificou nem o futebol português nem os seus protagonistas”, refere Joaquim Evangelista.

Em causa está o jogo que terminou aos 48 minutos, numa altura em que o Benfica vencia por 7-0, com os ‘azuis’, que começaram com nove jogadores devido a um surto de covid-19, entre os quais dois guarda-redes, reduzidos a seis.

Independentemente do que está protocolado para situações como esta, existem valores que são mais importantes do que qualquer competição ou exigência de calendário, nomeadamente a saúde dos atletas e a integridade da competição”, adianta.

De acordo com Joaquim Evangelista, “hoje, nove atletas do Belenenses SAD deram tudo de si e correram riscos evidentes para minimizar o que já se antevia uma desgraça para a integridade da competição e imagem” do futebol português.

Tivemos tempo suficiente em contexto de pandemia para aprender a conviver com surtos, pontuais, de tal forma inesperados e abrangentes que tornam impraticável a realização de um jogo nestas condições, apesar dos compromissos assumidos”, nota o dirigente.

O Sindicato dos Jogadores vai, por isso, convocar a Liga e as autoridades de saúde para uma reunião de emergência, exigindo “bom senso” e o “estabelecimento de um modo de proceder digno e capaz de evitar barbaridades como a que aconteceu esta noite”.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página