loading

Síntese: FC Porto segura liderança e 'afasta' Benfica da luta pelo título

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem vence a Liga dos Campeões 2021-2022?

O FC Porto segurou hoje a liderança da I Liga portuguesa de futebol, em parceria com o campeão Sporting, ao voltar a impor-se no Dragão ao Benfica (3-1), que deixou a sete pontos, fora da luta pelo título.

Síntese: FC Porto segura liderança e 'afasta' Benfica da luta pelo título

Após o 3-0 de há uma semana, para a Taça, que ditou a saída de Jorge Jesus e estreia hoje de Nélson Veríssimo no comando das 'águias', os ‘dragões’ não exerceram a mesma superioridade, mas aproveitaram os ‘tiros nos pés’ do adversário, o maior dos quais do ‘capitão’ André Almeida, que fez a equipa jogar quase toda a segunda parte com 10.

Os ‘azuis e brancos’ não marcaram desta vez a abrir, mas já chegaram ao intervalo a vencer por 2-0, com golos de ‘rajada’ de Fábio Vieira, aos 34 minutos, e do brasileiro Pepê, aos 37, curiosamente as duas grandes novidades no ‘onze’ portista.

Fábio Vieira e Pepê foram os escolhidos para substituir o infetado Luis Díaz e o castigo Evanilson e responderam da melhor forma.

Os dois golos portistas surgiram depois de uma grande ocasião do ucraniano Yaremchuk, que não marcou aos 33 minutos, mas acabou por faturar aos 47, na primeira jogada da segunda parte, respondendo à ‘boca’ da baliza a um centro perfeito de Rafa.

O Benfica estava de volta ao jogo, só que, logo a seguir, André Almeida cometeu um erro de principiante, ao fazer uma falta completamente desnecessária sobre Otávio a meio-campo, já com amarelo, e foi expulso.

Com 10, os ‘encarnados’ ainda tiveram uns minutos em bom plano, com Gonçalo Ramos a perder excelente ocasião aos 63 minutos, após mais uma jogada de Rafa, mas ‘caíram’ com as três substituições ao minuto 66, nomeadamente com a saída de Rafa.

O FC Porto voltou a comandar as operações e, aos 69 minutos, ‘acabou’, em definitivo, com o jogo, ao chegar ao terceiro golo, por intermédio de Taremi, que, servido por Vítor Ferreira, acabou com uma ‘seca’ de 11 jogos sem marcar em todas as competições.

Até final, os ‘dragões’ limitaram-se a controlar as operações e chegaram ao 11.º triunfo consecutivo na prova – e ao 44.º jogo sem perder no campeonato (35 triunfos e nove igualdades), num registo que vem da época passada -, replicando o Sporting, que na quarta-feira tinha batido em casa o Portimonense (3-2).

‘Dragões’ e ‘leões’ somam também os mesmos 44 pontos – o conjunto de Sérgio Conceição lidera pela diferença total de golos (41-8 contra 30-7) -, contra 37 do Benfica, que, na prática, despediu-se da luta pelo título.

Abaixo dos ‘grandes’, o Sporting de Braga reforçou o quarto lugar, a seis pontos do Benfica (terceiro) e com mais seis do que o Estoril Praia (quinto), ao conseguir o melhor resultado da época, uma goleada por 6-0 em Arouca.

Depois de dois desaires nas duas últimas deslocações, à Luz (1-6) e ao Dragão (0-1), os ‘arsenalistas’ tiveram em destaque dois ‘miúdos’: Vítor Oliveira marcou três golos e conquistou um penálti e Roger ‘bisou’.

Vítor Oliveira, de 21 anos, que só tinha um golo na prova, marcou os três primeiros, aos cinco, 12 e 26 minutos, enquanto Roger, de 16, entrou aos 62 e estreou-se a faturar na I Liga, aos 75 e 80.

Antes do ‘bis’ vindo do banco, Iuri Medeiros, que também fez duas assistências, apontou o quarto tento da formação de Carlos Carvalhal, aos 71 minutos, de penálti.

O Arouca, que somou a segunda derrota pesada em casa seguida, após o 1-4 do Vizela, e só contabiliza um ponto nos últimos quatro jogos, caiu para o 12.º posto, com 14 pontos, apenas três acima do 17.º e penúltimo colocado, o Famalicão.

No outro jogo do dia, o grande protagonista foi o brasileiro Denilson Júnior, que 'bisou' na receção ao Santa Clara, para 'selar', com reviravolta (2-1), o segundo triunfo consecutivo do Paços de Ferreira, em dois jogos sob o comando de César Peixoto.

A formação açoriana adiantou-se aos 41 minutos, pelo japonês Morita, na procura do primeiro triunfo fora, mas, na segunda parte, Denilson Júnior faturou, aos 69 e 82, aumentando para cinco os seus golos na edição 2021/22 da I Liga.

O Paços de Ferreira, que só tinha conseguido dois triunfos nos primeiros 14 jogos, passou a somar 17 pontos, subindo ao 10.º lugar, enquanto o Santa Clara manteve-se com 13, no 14.º posto.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página