loading

CAN-2021: Senegal e Marrocos avançam, Cabo Verde e Malawi caem nos 'oitavos'

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem vence a Liga dos Campeões 2021-2022?

As seleções de futebol do Senegal e de Marrocos confirmaram hoje o seu favoritismo e apuraram-se para os quartos de final da Taça das Nações Africanas (CAN), ao afastarem Cabo Verde e o Malawi, respetivamente.

CAN-2021: Senegal e Marrocos avançam, Cabo Verde e Malawi caem nos 'oitavos'

Primeiro, os senegaleses, que lideram o ranking das seleções africanas, venceram os ‘tubarões azuis’, que estão no 14.º posto do continente, por 2-0, num desafio em que Cabo Verde terminou com nove jogadores, jogando com 10 a partir dos 21 minutos, por entrada dura de Patrick Andrade.

Para agravar a situação dos ilhéus, o guarda-redes Vozinha também foi expulso, aos 57, com recurso ao VAR, após choque aparatoso com Sadio Mané, fora da área.

O avançado do Liverpool, que tinha atirado ao ferro logo no primeiro minuto, ainda se aguentou até aos 70 minutos, a tempo de inaugurar o marcador, aos 63, num remate forte dentro da área, que ainda bateu na parte inferior da trave.

O Senegal, que até à segunda expulsão pouco perigo tinha criado, assumiu definitivamente o controlo ante um adversário reduzido a nove, sentenciando aos 90+2, por Bamba Dieng, na conclusão de um contra-ataque em superioridade numérica.

O Senegal vai defrontar o vencedor do embate entre o Mali e a Guiné Equatorial, que se disputa na quarta-feira.

Na outra partida, o surpreendente Malawi, 35.ª seleção do ranking africano, até se colocou na frente, com um grande golo de Gabadinho Mhango, logo aos sete minutos, porém Marrocos, segunda da mesma hierarquia, reagiu e deu a volta, impondo-se por 2-1, mesmo sendo muito perdulário.

Na sua terceira presença na CAN, e a primeira vez que passou a fase de grupos, o Malawi adiantou-se no marcador com uma ‘bomba’ de Mhango a uns 40 metros da baliza, colocando o esférico no angulo superior direito.

Marrocos era senhor da bola e cresceu no encontro, porém era ineficaz na finalização, além do azar de ter atirado duas bolas aos ferros, por Romain Saiss, aos 35 minutos, e por Achraf Hakimi, aos 40.

Aos 45+2, Youssef En Nesyri, de cabeça na pequena área, igualou, repondo alguma justiça ao resultado pelo que se passou no primeiro tempo.

A toada manteve-se na etapa complementar e, aos 70 minutos, Achraf Hakimi, de livre a 30 metros, fez a bola entrar no angulo superior direito, indefensável, consumando a merecida reviravolta.

Marrocos vai esperar pelo desfecho do desafio de quarta-feira entre o Egito de Carlos Queiroz e a Costa do Marfim.

Garantidos nos quartos de final estão já os anfitriões Camarões, dirigidos pelo português António Conceição, que defrontam a Gâmbia, enquanto o Burkina Faso vai medir forças com a Tunísia.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página