loading

Crónica: Ali Alipour dá vitória 'suada' ao Gil Vicente após 'prenda' de Jordi

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem tem o melhor plantel para 'atacar' o título?

O Gil Vicente venceu hoje o Paços de Ferreira por 1-0, com um golo de Ali Alipour já na reta final que penalizou um erro do guardião contrário, na primeira jornada da I Liga.

Crónica: Ali Alipour dá vitória 'suada' ao Gil Vicente após 'prenda' de Jordi

Num jogo equilibrado, mas raramente bem jogado, com muitos passes falhados de parte a parte, prevaleceu o golo do ponta-de-lança iraniano ex-Marítimo, na sequência de um erro crasso do guarda-redes pacense.

Ao tentar intercetar fora da sua área um lançamento longo gilista, o guardião brasileiro do Paços de Ferreira falhou clamorosamente, colocando a bola nos pés de Fran Navarro que serviu depois para Ali Alipour fazer um golo fácil.

Foi um triunfo arrancado a ‘ferros’ dos gilistas, numa partida em que o empate se aceitaria dado o equilíbrio, no que acabou por ser um bom teste tendo em vista a segunda mão da terceira pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, com o Riga, na quinta-feira (1-1 na primeira mão).

O Gil Vicente apresentou-se com três reforços no ‘onze’ – Danilo, Kevin e Boselli -, enquanto o Paços de Ferreira com dois – Thomas e Arthur Sales.

O Paços de Ferreira entrou melhor na partida, a tomar a iniciativa de jogo, mas a primeira grande ocasião de golo pertenceu ao Gil Vicente, com Boselli a não aproveitar o autêntico ‘brinde’ que Antunes lhe ofereceu (11).

O experiente lateral esquerdo procurou redimir-se do erro de palmatória na sua área e, no minuto seguinte, num livre direto, obrigou Andrew a defesa atenta.

Os pacenses continuaram por cima, bem mais ativos e perigosos que os gilistas e Arhtur Sales, com um bom cabeceamento, após centro de Delgado da direita, obrigado Andrew a boa defesa (21).

A equipa da casa foi conseguindo incomodar mais o último reduto adversário, com destaque para duas ocasiões, por Henrique Gomes (27) e Boselli (33), num livre direto.

A segunda parte abriu com um remate de Vítor Carvalho para defesa difícil de Jordi (49).

Novo lance de perigo surgiu aos 66 minutos, após livre de Gaitán, mas Arthur Sales e Pedro Ganchas não chegaram por muito pouco para o desvio.

Os treinadores foram refrescando as suas equipas, que pareciam mais preocupadas em não perder do que em ganhar.

Aos 78 minutos, grande ocasião para o Paços de Ferreira, com Gaitán, no ‘coração’ da área, a rematar por cima após insistência de Delgado pela direita.

O lance decisivo da partida surgiu aos 85 minutos, com Jordi a ser infeliz na abordagem e a ‘oferecer’ a vitória à equipa de Barcelos.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página