loading

Mundial-2022: Coreia do Sul impôs-se a Portugal no único duelo, há 20 anos

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem é o principal responsável pela eliminação de Portugal do Mundial no Qatar?

Portugal, já apurado para os oitavos de final, e Coreia do Sul voltam a defrontar-se 20 anos depois do único duelo entre ambos e que redundou na eliminação lusa do primeiro Mundial realizado na Ásia.

Mundial-2022: Coreia do Sul impôs-se a Portugal no único duelo, há 20 anos

Tal como sucedeu em 2002, a partida entre as duas seleções vai decorrer na última jornada da fase de grupos, agora no Qatar, sendo que a equipa das ‘quinas’ já ‘carimbou’ a passagem à próxima fase, ao contrário dos sul-coreanos, treinados por Paulo Bento, que não dependem apenas de si para seguir em frente.

De resto, a conjuntura é bem diferente da do Mundial2002, em que a Coreia do Sul foi anfitriã juntamente com o Japão e, à entrada para a última jornada do Grupo D, lutava com Portugal e Estados Unidos pela qualificação para os ‘oitavos’.

A formação então comandada por António Oliveira, e que tinha a sua base na ‘geração de ouro’ - com nomes como os de Luís Figo, Rui Costa, Fernando Couto, Jorge Costa, Vítor Baía ou João Vieira Pinto, reforçados com Sérgio Conceição, Pauleta ou o próprio Paulo Bento -, vinha de derrota com os Estados Unidos (2-3) e uma goleada à Polónia (4-0), precisando de vencer ou de empatar e esperar que a Polónia, já eliminada, batesse os norte-americanos.

Em 14 de junho de 2002, tudo se conjugava para que tal cenário se consumasse, uma vez que, aos cinco minutos, a Polónia já vencia por 2-0 os Estados Unidos, em Daejeon, só que tudo se começou a ‘desmoronar’ ainda antes da meia hora, quando ‘JVP’ foi expulso com cartão vermelho direto, deixando a equipa das ‘quinas’ com menos um elemento.

O ‘nulo’ (0-0) que se registava ao intervalo em Incheon ainda alimentava as esperanças lusas, que sofreram novo ‘golpe’ com a expulsão de Beto e terminaram, pouco depois, com o único golo do encontro, assinado por Park Ji-Sung (1-0), que, assim, garantiu o triunfo e a qualificação dos asiáticos, a par dos Estados Unidos.

Considerado como um dos favoritos a lutar pelo título mundial, face aos valores futebolísticos de que dispunha, Portugal despediu-se da competição sem honra nem glória e a consequência direta foi uma profunda remodelação na formação lusa, desde logo com a saída de António Oliveira do comando e a entrada do brasileiro Luiz Felipe Scolari.

Esse encontro com os sul-coreanos originou ainda o fim da carreira de alguns jogadores na seleção nacional, como Jorge Costa, Paulo Sousa, Abel Xavier, Paulo Bento, Pedro Barbosa ou João Vieira Pinto, sendo que este último, que agora exerce o cargo de diretor da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), foi suspenso pela FIFA por seis meses - a pena seria reduzida para quatro – na sequência da agressão ao árbitro argentino Ángel Sánchez, aquando da expulsão.

Portugal e Coreia do Sul jogam na sexta-feira, a partir das 18:00 locais (15:00 em Lisboa), no Estádio Education City, em Doha.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Para si

Na Primeira Página