loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Vítor Oliveira: «A vitória é merecida pelo que fizemos na primeira parte»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Com a vitória do FC Porto frente ao Benfica o campeonato está relançado?

Declarações de Vítor Oliveira, treinador do Gil Vicente, após o jogo frente ao Vitória de Setúbal, da 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado em Setúbal e que terminou com a vitória da equipa visitante, por 1-2.
Vítor Oliveira: «A vitória é merecida pelo que fizemos na primeira parte»

"Os jogadores reagiram muito bem a uma situação anormal [goleada 1-5 com Moreirense]. Queríamos mostrar que foi um acidente e conseguimos. A vitória é importantíssima por ser frente a um adversário direto e fora de casa. A vitória é merecida pelo que fizemos na primeira parte. Controlámos o jogo, foi tranquila uma primeira parte tranquila e com tivemos alguma qualidade. Na segunda parte tivemos alguma dificuldade, mas corrigimos e conseguimos controlar.

Lance do golo deixa-me muitas dúvidas. O meu jogador diz-me que foi afastado pelo cotovelo. Não tivemos muitos calafrios, apesar de o Vitória ter conseguido chegar à área, mas sem dar trabalho ao nosso guarda-redes. O domínio do Vitória nesse período foi consentido.

O que fica desde te jogo foi o resultado. Tivemos duas saídas difíceis a Braga e Setúbal e conseguimos quatro pontos importantes. Este é um ano zero para o Gil Vicente. Ainda não conseguimos nada, mas estamos bem encaminhados. Se conseguirmos o objetivo podemos relançar as bases de um Gil Vicente grande.

[30 pontos são suficientes para a permanência?] Nestes anos todos, raramente consigo fazer contas a dizer quantos pontos são precisos. Nunca fiz esse tipo de contas. Estamos com uma margem confortável para o fundo da tabela, mas o futebol tem muitas coisas e é muito imprevisível. Lembro-me do Arouca há poucos anos que acabou por descer quando nada o fazia prever."

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler