loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Crónica: Sporting eliminado por Basaksehir com erros defensivos comprometedores

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

A Liga fez bem em suspender as competições profissionais devido à Covid-19?

O Sporting foi hoje eliminado nos dezasseis avos de final da Liga Europa de futebol ao perder em Istambul por 4-1, após prolongamento, frente ao Basaksehir, por erros defensivos comprometedores em momentos cruciais da partida.
Crónica: Sporting eliminado por Basaksehir com erros defensivos comprometedores

A equipa ‘leonina’ já tinha enjeitado no estádio José Alvalade, na primeira mão, ocasião soberana de resolver a eliminatória, tantas as oportunidades de golo que desperdiçou, além de um penálti escusado do central Neto, e hoje voltou a falhar em momentos determinantes da partida.

O Basaksehir provou ser o adversário mais acessível que calhou às equipas portuguesas nos dezasseis avos de final e estava perfeitamente ao alcance do Sporting, que começou por sofrer um golo de canto, aos 31 minutos, no qual o central eslovaco Martin Skrtel fez o primeiro com um cabeceamento à entrada da pequena área, deixando a defesa ‘leonina’ ‘mal na fotografia’.

Quando surgiu este golo, o Sporting já tinha começado a assentar o seu jogo e a ser capaz de sair a jogar e a chegar à área turca com perigo, e até nem acusou o golpe, sendo cada vez mais afoito nas suas incursões ofensivas.

Aos 39 minutos, Acuña esteve muito perto de empatar, com um potente remate que proporcionou grande defesa do guardião turco, mas, mais uma vez, um erro individual à beira do intervalo, iria comprometer, quando Luís Maximiliano foi mal batido num livre descaído sobre o flanco direito do ataque do Basaksehir.

Mal colocado na baliza, o guarda-redes do Sporting sofreu um golo de um remate efetuado a três metros da linha lateral por deficiente posicionamento na baliza e má abordagem ao lance.

O Sporting entrou para a segunda parte eliminado e mais agressivo em termos ofensivos, com Jovane a obrigar Mert Gunok a uma boa defesa, após cruzamento de Vietto, mas Maximiliano redimir-se-ia parcialmente ao evitar o 3-0, com duas defesas consecutivas no mesmo lance.

No entanto, um grande golo de Vietto, de cabeça, após cruzamento perfeito de Acuña, aos 68 minutos, deixou o Sporting com a eliminatória na mão, e Silas não perdeu tempo a lançar um médio defensivo, no caso Doumbia, sacrificando Jovane Cabral.

A verdade é que o Sporting conseguiu controlar o Basaksehir nos últimos vinte minutos, mas, mais uma vez, voltou a baquear num momento decisivo ao sofrer o terceiro golo aos 90+1, num remate cruzado sobre o flanco esquerdo, após um pontapé de canto, com a equipa ‘leonina’ toda acantonada na área.

Momentos antes do golo, Silas trocara Wendel por Eduardo, o que transportou a equipa para o prolongamento com três médios defensivos, Battaglia, Doumbia e o brasileiro, mas a equipa voltaria a falhar noutro momento crítico, aos 119 minutos, quando Vietto cometeu penálti ao derrubar um adversário na área, proporcionando o ‘bis’ a Visca, de penálti, e o apuramento do Basaksehir para os oitavos de final.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página