loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Liga espanhola recomeça com dérbi Sevilha-Bétis em 11 de junho

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O dérbi entre Sevilha e Bétis assinala em 11 de junho o recomeço da época 2019/20 da Liga espanhola de futebol, três meses após a sua suspensão devido à pandemia da covid-19.
Liga espanhola recomeça com dérbi Sevilha-Bétis em 11 de junho

Entre 06 e 08 de março disputou-se a última jornada da competição, que é liderada pelo campeão FC Barcelona, com mais dois pontos do que o rival Real Madrid, enquanto o Sevilha é terceiro, a 11 pontos da frente.

Dois dias depois, em 10 de março, ainda teve lugar o jogo entre Eibar e Real Sociedad (1-2), em atraso da 24.ª jornada, mas já à porta fechada, devido ao risco de contágio devido ao novo coronavírus.

Em 11 de junho, ‘La Liga’ recomeçará com a 28.ª ronda, a que estava prevista entre 13 e 15 de março, com o dérbi andaluz, em que o Sevilha, de Julen Lopetegui e que conta com o português Rony Lopes, recebe o Bétis (12.º), de William Carvalho.

Em outros jogos da jornada, o líder FC Barcelona visita o Maiorca, e o Real Madrid recebe o Eibar, enquanto o Atlético de Madrid defrontará fora o Athletic Bilbau.

A data da retoma foi acordada hoje pelo ‘Grupo de Contacto’, do qual fazem parte o Conselho Superior dos Desportos (CSD), a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), presidida por Luís Rubiales, e a Liga espanhola, liderada por Javier Tebas.

Ficou ainda definido que, caso se cumpram todos os prazos e quando ainda faltam disputar 11 jornadas, a Liga ficará concluída no fim de semana de 18 e 19 de julho, numa decisão de regresso que engloba a II Liga, parada desde a 31.ª de 42 jornadas.

A Liga espanhola conta com vários jogadores portugueses, entre eles Nélson Semedo (FC Barcelona), Rony Lopes (Sevilha), Antunes (Getafe), João Félix (Atlético Madrid), Thierry Correia e Gonçalo Guedes (Valência), Rui Silva e Gil Dias (Granada), William Carvalho (Bétis), Rúben Vezo e Hernâni (Levante), Paulo Oliveira e Rafa Soares (Eibar) e Kevin Rodrigues (Leganés).

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

A Espanha tem sido dos países mais afetados pela pandemia, com Espanha 27.119 mortos e quase 238 mil casos positivos para a doença.

Os campeonatos de futebol de França, Escócia, Bélgica e dos Países Baixos foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 03 de junho. A Liga alemã foi retomada em 16 de maio.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 360 mil mortos e infetou mais de 5,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 2,3 milhões de doentes foram considerados curados.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página