loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

I Liga: Sporting quer vencer Gil Vicente para subir na tabela classificativa

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, afirmou hoje que pretende conquistar os três pontos na receção de quarta-feira ao Gil Vicente, em jogo em atraso da primeira jornada da I Liga de futebol.

Rúben Amorim, que falava em conferência de imprensa de antevisão ao encontro com os gilistas, considera que o adversário tem uma equipa “com coragem” e que é muito forte no corredor central para sair em transição.

“O Gil Vicente tem a vantagem de jogar num esquema tático idêntico ao do Sporting. Espero igualar isso e espero que o valor individual dos jogadores do Sporting faça a diferença. É uma equipa muito pressionante no corredor central e que vem jogar aqui sem muita responsabilidade. Vamos impor o nosso ritmo e o nosso jogo”, afirmou.

Nos quatro jogos realizados esta temporada na I Liga, o Sporting soma três vitórias e um empate, motivo pelo qual Rúben Amorim olha para este jogo com a possibilidade de descolar do FC Porto, com quem tem igualdade pontual (10) e um jogo a menos. Em caso de vitória, o Sporting somará 13 pontos e ficará sozinho no segundo lugar, relegando os 'dragões' para terceiro, e a dois pontos do líder Benfica.

“Temos de encarar esta partida como temos feito: sempre a pensar jogo a jogo. Não podemos pensar tanto na classificação, principalmente porque estamos ainda no início do campeonato. Espero uma equipa do Sporting igual ao que tem sido, sabendo que podemos melhorar a nossa classificação. Temos de ter essa ambição. Se podemos melhorar a nossa classificação, é isso que temos de fazer. Vamos fazer tudo para vencer o jogo”, garantiu.

Em relação à renovação de Matheus Nunes, que prolongou o vínculo com o Sporting até 2025 e ficou com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros, Rúben Amorim mostrou-se satisfeito, mas distribuiu os louros em relação à evolução do jovem jogador.

“É sinal que os jogadores da formação do Sporting corresponderam à confiança que depositamos neles. Fico feliz por isso, mas este trabalho não é só desta equipa técnica, mas também das anteriores, porque nós estamos aqui há pouco tempo”, disse.

Diante do Gil Vicente, o treinador não levantou a 'ponta do véu' sobre quem irá jogar no meio-campo ou no ataque. Matheus Nunes continua a ser uma opção, à qual se junta agora, além de João Palhinha, o internacional português João Mário.

“João Mário está preparado para jogar no meio-campo ou na frente. É um jogador muito inteligente. Depende do jogo. Tem de haver vários jogadores para a mesma posição. Podem jogar os dois, mas o Palhinha tem características difíceis de encontrar. Matheus Nunes tem jogado sempre até hoje e o João Mário traz coisas que não há na equipa. Vamos ver daqui para frente quem vai jogar”, concluiu.

O Sporting, segundo classificado, com 10 pontos, em igualdade com o campeão FC Porto, recebe esta quarta-feira o Gil Vicente, 12.º, com cinco, os mesmos que Tondela, Paços de Ferreira e Belenenses SAD, em jogo em atraso da primeira jornada da I Liga, que será arbitrado pelo setubalense André Narciso.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página