loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

O verdadeiro significado da palavra poker no futebol

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O futebol é um conceito global em todos os sentidos. Com milhões de fãs por todo o mundo, é considerado o “desporto rei”, o mais importante da prática desportiva. Um desporto que mistura culturas, move paixões e cultiva o fair-play e respeito entre os praticantes.
O verdadeiro significado da palavra poker no futebol

Este fenómeno, também se explica graças à imprensa desportiva. Seja em papel ou digital, os meios de comunicação desportivos foram e são os grandes responsáveis pelo facto de existir tanta atenção ao que se passa fora e dentro dos relvados.

Por outro lado, foi essa mesma imprensa que, ao longo dos anos, trouxe para o jogo, termos e conceitos de outras áreas e desportos para relatar os acontecimentos que ocorrem durante uma partida de futebol. O poker foi um desses conceitos.

Com efeito, para quem gosta e segue futebol, o termo “poker” muito provavelmente não é desconhecido. Para os mais curiosos, nada como seguir com a leitura.

Do poker para o futebol
Além de ser um fenómeno enquanto desporto, com milhões de praticantes, o poker também tem o seu espaço no futebol.
No caso, a imprensa desportiva começou a utilizar a terminologia, “poker”, para definir um jogador que marca quatro golos no mesmo jogo. Isto porque, para quem não sabe, no poker, uma das mãos mais poderosas deste desporto, chama-se “poker”. Quando isso acontece é porque alguém poker tem uma mão com quatro cartas do mesmo valor.

Logo, a associação foi mais que óbvia. Sempre que um jogador marca quatro golos, a capa dos desportivos do dia a seguir, certamente vão ter “poker” na capa.

Por outro lado, é também um feito bastante valorizado, porque se já é difícil fazer um golo, dois ou até mesmo um hat-trick (três golos), é preciso imaginar o quão difícil é marcar quatro golos em 90 minutos. Por sua vez, é algo que está ao alcance de poucos jogadores, embora existam vários jogadores que o conseguiram ao longo dos anos.

Em baixo, estão alguns dos “pokers” mais simbólicos e marcantes para as épocas desportivas em que ocorreram.

Júlio Baptista, Liverpool vs. Arsenal, 9 de janeiro de 2007
O brasileiro marcou quatro golos - e até teve a oportunidade de marcar um quinto, falhou um penálti - na vitória dos Gunners sobre o Liverpool por 3-6, numa eliminatória dos quartos de final da League Cup em Anfield.

Apelidado de "La Biesta", garantiu que essa noite, em 2007, fosse memorável para os fãs dos Gunners. Afinal de contas, foi a primeira vez que, em 77 anos, o Liverpool sofreu seis golos em casa.

Robert Lewandowski, Borussia Dortmund vs. Real Madrid, 24 de abril de 2013
Esta foi a noite em que o sonho de José Mourinho com o Real Madrid na Liga dos Campeões foi destruído por um desempenho clínico do matador polaco.

Na primeira mão dessa semi final da Liga dos Campeões, Robert Lewandowski derrotou e destruiu o Real Madrid de Mourinho e companhia. Infelizmente, na final viria a perder contra o seu grande rival da Alemanha, Bayern Munique.

Eusébio, Portugal vs. Coreia do Norte, 23 de julho de 1966
A Inglaterra pode ter vencido a Copa do Mundo de 1966, mas não há dúvida de que a estrela individual do torneio foi Eusébio.
A “Pantera Negra”, como ficou conhecido em Portugal e no mundo, foi o goleador da prova com nove golos. Quatro desses golos aconteceram no mítico Goodison Park, casa do Everton FC, quando Portugal recuperou de uma desvantagem de três golos para vencer a Coreia do Norte por 5-3 nos quartos de final.

Este jogo não foi só histórico para Eusébio, para Portugal também. Foi uma reviravolta que ficou para história e provou que o cantinho mais a sul da Europa também tinha raça e fome de títulos.

Zlatan Ibrahimovic, Suécia vs. Inglaterra, 14 de novembro de 2012
Num jogo em que é impossível não falar no seu sensacional golo de bicicleta, no último minuto do jogo, é fácil esquecer que Zlatan Ibrahimovic marcou quatro golos nesse mesmo encontro. Sim, é verdade.

Ian Rush, Everton vs. Liverpool, 6 de novembro de 1982
Este é provavelmente um dos derbys de Merseyside mais famosos de sempre. Neste encontro, o ícone dos goleadores dos anos 80, Ian Rush, cilindrou a defesa do Everton por completo, para ajudar o seu Liverpool a ganhar o encontro.

Mais recentemente, em 2020, num encontro entre o Borussia Dortmund e o Hertha de Berlin, outro momento para a história, onde o jovem prodígio norueguês Erling Haaland marcou quatro golos na vitória do Borussia sobre o Hertha. O seu primeiro poker pelo clube alemão. Histórico também, pelo impacto que Haaland, gradualmente, tem no panorama mundial.

Outras terminologias com poker no futebol
Por outro lado, referir ainda que existe também o termo “poker de títulos”. Nesse caso, é bem mais difícil do que marcar quatro golos, é preciso ganhar quatro títulos numa só temporada. A primeira equipa a atingir esse feito foi o Ajax.

O clube holandês venceu a Eredivisie, a Taça da Holanda e a Liga dos Campeões nessa temporada, de 1971/1972, e somou a Supertaça Europeia correspondente a esse ano. Contudo, a UEFA, na altura, considerou que a Supertaça era um título da época seguinte. Mas, não deixou de ser um feito assinalável para a época.

Antes de finalizar esta leitura, deixar outro termo futebolístico com poker à mistura, o repoker. E aqui entramos no campo da excelência. Este termo pode ser utilizado para definir um jogador que marcou cinco golos numa única partida.
Radamel Falcao, Miroslav Klose, Robert Lewandowski e Sergio Agüero, são alguns dos nomes que entraram para a história do repoker.

A título de curiosidade, dizer que o termo repoker é também conhecido como “Manita”.

Em suma, esta é a prova de que o futebol é universal. Seja qual for a origem, o futebol integra e torna como sendo comum a todos. Esta é a magia do “desporto rei”.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página