Europeu-2020: Bale está de regresso e País de Gales vence Turquia

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O País de Gales, com Gareth Bale de regresso às grandes exibições, ficou hoje muito perto do apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, no triunfo por 2-0 sobre a Turquia, que ficou praticamente eliminada.
Europeu-2020: Bale está de regresso e País de Gales vence Turquia

Em Baku, no Azerbaijão, Aaron Ramsey, aos 42 minutos, e Connor Roberts, aos 90+5, fizeram os golos dos galeses, ambos com assistência de Bale, que também podia ter assinado o seu nome na lista dos marcadores, mas acabou por desperdiçar uma grande penalidade, aos 61, assinalada pelo português Artur Soares Dias, árbitro da partida.

Com este resultado, o País de Gales passou a somar quatro pontos no Grupo A e ultrapassou provisoriamente a Itália na liderança (defronta ainda hoje a Suíça), enquanto a Turquia, com zero pontos e com registo de cinco golos negativos, pode começar a preparar o regresso a casa.

Nem sempre bem jogado, o Turquia-País de Gales foi talvez um dos jogos mais frenéticos do Europeu até agora, sobretudo na segunda parte, com lances sucessivos nas duas balizas, com os turcos a ficarem perto da igualdade e os galeses do segundo golo, que só chegou nos descontos.

Mesmo assim, a seleção galesa, que não conta com o seu líder, Ryan Giggs, que foi afastado temporariamente do comando da equipa devido a questões pessoais, acaba por ser um justo vencedor, perante uma Turquia que, mais uma vez, demonstrou muita ‘alma’ e luta, mas não o suficiente para disfarçar um futebol sem ideias e que se baseou em tentar assistir o veterano Yilmaz para a concretização.

No Euro2016, o País de Gales surpreendeu a Europa ao chegar às meias-finais (acabou eliminado por Portugal), com Bale em ‘grande’, e o capitão dos ‘dragões vermelhos’ parece estar de volta, mas num papel diferente.

Com uma carreira irregular no Real Madrid e depois no regresso ao Tottenham, agora com 31 anos, o capitão galês continua a ser o ‘maestro’ da sua seleção, mas neste Europeu mais com uma função de ‘inventor’ de jogadas ofensivas, do que propriamente finalizador.

Aliás, Bale desperdiçou de forma completamente desastrada uma grande penalidade, aos 61 minutos, com o remate a sair bem por cima da baliza turca.

Contudo, essa situação não impediu o número ‘11’ do País de Gales de ser determinante no jogo, com duas assistências preciosas nos golos, e outras tantas durante a primeira parte, ambas para Ramsey, que podia ter colocado os ‘dragões vermelhos’ mais cedo em vantagem no marcador, ainda antes de meia hora.

Primeiro, o médio da Juventus foi impedido pelo guarda-redes Çakir e, na segunda, totalmente isolado, atirou para as ‘nuvens’.

Já depois da Turquia ter ficado perto do golo em dois cantos consecutivos, o País de Gales chegou à vantagem, aos 42 minutos, com novo passe exemplar de Bale para Ramsey, que desta vez não falhou.

Com o apoio de grande parte dos 30 mil adeptos que estiveram no Estádio Olímpico de Baku, a Turquia entrou com ‘tudo’ na segunda parte e Yilmaz desperdiçou uma grande oportunidade, aos 54 minutos, quando atirou por cima, já perto da pequena área de Ward.

Com o ‘fantasma’ da eliminação, a Turquia foi crescendo na partida, embora com um futebol pouco organizado e até algo atabalhoado, mas, num lance de contra-ataque, Bale ‘ganhou’ um penálti e teve uma oportunidade soberana para marcar, desperdiçado de forma desastrosa.

Já depois de guardião ter impedido o ex-Sporting Demiral, aos 87 minutos, e com alguns jogadores turcos de cabeça perdida em campo, o País de Gales tirou qualquer dúvida sobre o vencedor da partida, com Bale a pegar na bola na marcação de um canto, a entrar na área e assistir o lateral direto Connor Roberts para o golo, nos segundos finais da partida.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página