loading

Crónica: Golaços de Taremi e Sérgio Oliveira dão triunfo 'suado' ao FC Porto

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Um grande golo de Sérgio Oliveira perto do fim, de livre direto, deu hoje ao FC Porto uma difícil vitória em casa do Gil Vicente, 2-1, na sétima jornada da I Liga.
Crónica: Golaços de Taremi e Sérgio Oliveira dão triunfo 'suado' ao FC Porto

Taremi, com um golo ainda mais espetacular, tinha colocado os portistas na frente logo aos nove minutos, mas Samuel Lino, na recarga a um penálti que tinha inicialmente falhado empatou a partida a meio da primeira parte (24).

Num jogo em que contaram com uma boa réplica da equipa da casa, que somou o quinto jogo sem ganhar, os ‘dragões’ chegaram ao triunfo aos 89 minutos, na conversão perfeita de um livre direto, por Sérgio Oliveira, que tinha entrado na partida 20 minutos antes.

O FC Porto, que, a par do Sporting, se coloca um ponto do líder Benfica, que joga no sábado em Guimarães, recebe o Liverpool na próxima terça-feira, para a Liga dos Campeões, mas Sérgio Conceição apresentou uma equipa na máxima força, apenas com uma alteração, Corona, no lugar de João Mário no lado direito da defesa.

O treinador do Gil Vicente, Ricardo Soares, também só mexeu uma peça, com Murilo em vez de Bilel, e foi precisamente o extremo esquerdino brasileiro o primeiro a criar perigo, logo no primeiro minuto, com um remate rasteiro que saiu perto da baliza defendida por Diogo Costa.

Mas seriam os ‘dragões’ a marcarem primeiro, por Taremi: o ponta-de-lança iraniano começou por intercetar um passe displicente de Pedrinho ainda no meio-campo gilista, passou por Lucas e, poucos metros depois da linha divisória, fez um chapéu fabuloso ao guarda-redes contrário, Frelih.

O FC Porto estava por ‘cima’ e esteve perto do segundo golo por duas vezes no mesmo lance, que nasceu da muita cerimónia da defesa gilista.

Taremi isolou-se, mas permitiu a defesa de Frelih e, na recarga, Fábio Vieira só não fez o segundo tento porque Zé Carlos fez a vez do guardião esloveno (18 minutos).

O Gil Vicente chegou ao empate na sequência de uma grande penalidade (mão de Mbemba, após remate de Vítor Carvalho) que o árbitro, Artur Soares Dias, só assinalou após visionar as imagens do videoárbitro (VAR).

O treinador dos minhotos, Ricardo Soares, expulso na sequência do lance, já viu da bancada Samuel Lino permitir inicialmente a defesa de Diogo Costa e fazer a recarga vitoriosa, que restabeleceu a igualdade, aos 24 minutos.

O FC Porto demorou a entrar em jogo na segunda parte e só aos 59 minutos teve uma boa ocasião, quando Otávio ‘picou’ a bola sobre Frelih, mas por cima.

No minuto seguinte, o novel internacional português cruzou para cabeceamento de Uribe e uma grande defesa do guarda-redes do Gil Vicente.

O Gil Vicente pouco atacou na segunda parte e quase nenhum perigo criou e, no jogo das substituições, Sérgio Conceição foi mais feliz, porque Sérgio Oliveira revelou-se decisivo, com o grande remate que tirou da ‘cartola’ perto dos 90 minutos, na marcação exemplar de um livre direto.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página