loading

Crónica: Sporting de Braga reage bem a desaire europeu diante de apagado Vizela

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

O Sporting de Braga venceu hoje com clareza o Vizela, por 4-1, com uma boa exibição durante a maior parte do jogo da 12.ª jornada da I Liga de futebol, e voltou ao quarto lugar.

Crónica: Sporting de Braga reage bem a desaire europeu diante de apagado Vizela

Ricardo Horta, que cumpriu 250 jogos pelo clube na Dinamarca, na quinta-feira (derrota por 3-2 com o Midtjylland, na Liga Europa), ‘bisou’ aos 27 e 45 minutos (o segundo de penálti) e já leva 10 golos esta temporada em todas as competições (sete no campeonato).

Raul Silva deu a tranquilidade aos bracarenses (57), que o golo de Koffi Kouao (72), pelo Vizela, não retirou, e que Abel Ruiz confirmou no último lance do jogo (90+3).

O Sporting de Braga regressa à quarta posição, ultrapassando Estoril Praia e Portimonense, enquanto o Vizela continua nos últimos lugares da tabela e continua sem vencer desde a segunda jornada, há três meses e meio.

Entre a derrota pesada na Luz (6-1), na ronda anterior do campeonato, e com o Midtjylland, houve uma goleada sobre o Santa Clara (6-0), na Taça de Portugal, e o Sporting de Braga voltou a dar uma boa resposta a um resultado negativo.

Sem os influentes Al Musrati e Galeno, lesionados, e com Raul Silva (já não jogava há três meses), André Horta e Moura no ‘onze’, o Sporting de Braga entrou a todo o gás diante de um Vizela que voltou a apresentar Zag e Cassiano como titulares.

Aos sete minutos, Iuri Medeiros isolou-se, ultrapassou Charles, mas perdeu ângulo e o seu passe não encontrou ninguém na área. Três minutos depois, Raul Silva, de cabeça, após canto, obrigou Charles a defesa atenta, tal como Iuri Medeiros aos 19 minutos, de livre direto.

Quase só ‘dava’ Sporting de Braga, que chegou ao golo aos 27 minutos: corte de Castro a meio-campo, assistência de Iuri Medeiros e ‘tiro’ de Ricardo Horta que nem deixou Charles esboçar defesa.

A grande ocasião na primeira parte de um muito apagado Vizela surgiu aos 41 minutos, por Cassiano, após cruzamento de Koffi da direita.

Mas seria a equipa da casa a dilatar a vantagem através de uma grande penalidade que puniu uma falta de Aidara sobre Vítor Oliveira, na sequência de nova grande ocasião negada por Charles a Iuri Medeiros: Ricardo Horta ‘bisou’ e fez o sétimo golo na I Liga.

Na segunda parte, o Sporting de Braga voltou a entrar muito mais intenso.

Aos 56 minutos, Vítor Oliveira rematou forte para defesa difícil de Charles e, no segundo canto subsequente, Raul Silva coroou o seu regresso com um golo, o terceiro dos bracarenses, num forte cabeceamento após canto da direita (57).

O jogo estava sentenciado e o ritmo foi baixando, mas o Vizela ainda deu um ar da sua graça com um bom golo de Koffi, aproveitando também a ‘sonolência’ de Moura a tirar a bola da área (72).

O último golo seria, contudo, da equipa da casa, com Abel Ruiz, também ele, a voltar aos golos, contornando Charles após assistência de Lucas Mineiro (90+3).

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página