loading

Taça da Liga: Benfica e Sporting procuram manter domínio no regresso a Leiria

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem vence a Liga dos Campeões 2021-2022?

Benfica e Sporting procuram manter o domínio na Taça da Liga de futebol, e alcançar a oitava e sexta finais, respetivamente, frente a Boavista e Santa Clara, na ‘final four’, novamente disputada em Leiria.

Taça da Liga: Benfica e Sporting procuram manter domínio no regresso a Leiria

Os ‘leões’, campeões nacionais, que conquistaram os seus três títulos nas quatro últimas edições, vão disputar a presença na final, na quarta-feira, frente ao estreante Santa Clara, ‘carrasco’ do líder do campeonato FC Porto na fase de grupos, após terem sofrido frente ao Sporting de Braga (2-1) a primeira derrota interna caseira na 'era Rúben Amorim', após 38 jogos - 35 para o campeonato -, desde 17 de janeiro de 2020.

O treinador 'verde e branco', que ergueu os troféus das últimas duas edições – em 2019/20 pelo Sporting de Braga e na época passada já no Sporting – não vai poder contar com o capitão Coates na 'final four', defronta uns açorianos que tinham sido os primeiros a bater os lisboetas na presente edição da I Liga.

À ‘baixa’ do defesa central, que vai estar ao serviço da seleção do Uruguai, deverá juntar-se a do lateral Pedro Porro, marcador do golo da conquista sportinguista frente ao Sporting de Braga em 2020/21, enquanto o avançado Jovane Cabral, decisivo na qualificação para a final, face ao FC Porto, regressou no sábado às opções ‘leoninas’.

Do lado do Santa Clara, relativamente à vitória por 3-2 frente ao Sporting, há pouco mais de duas semanas, mudou o treinador – é agora Mário Silva em vez do interino Tiago Sousa – e saiu o médio brasileiro Jean Patric, autor do golo inaugural e de uma assistência no primeiro triunfo da história dos micaelenses frente aos lisboetas.

Caso repitam o feito, os açorianos, que não vão contar com o japonês Morita, chegam pela primeira vez à final de uma prova nacional, depois de já terem superado o melhor registo em provas a eliminar, com os quartos de final da Taça de Portugal em 2020/21.

O Boavista tenta também melhorar o melhor registo na Taça da Liga e regressar a uma final – a última das seis presenças remonta a 1996/97, quando venceu pela quinta vez a Taça de Portugal –, agora sob o comando do antigo futebolista do clube Petit, que sucedeu a João Pedro Sousa.

Sem o gambiano Yusupha, o iraniano Alireza Beiranvand, o norte-americano Reggie Cannon e o equatoriano Jackson Porozo, nas respetivas seleções, os ‘axadrezados’ vão defrontar o Benfica, recordista de títulos na prova, com sete, após quatro empates seguidos e seis jogos sem perder, que procura regressar ao palco da decisão da prova, seis anos depois do último triunfo, em 2015/16, em Coimbra.

Os ‘encarnados’, agora sob orientação de Nélson Veríssimo, que sucedeu ao seis vezes campeão da prova Jorge Jesus, também vão chegar à competição desfalcados dos sul-americanos Otamendi e Darwin Nuñez, convocados para os jogos de Argentina e Uruguai, respetivamente.

Sem os lesionados Lucas Veríssimo, para o centro da defesa, e Seferovic, para o ataque, o treinador das ‘águias’ deverá recorrer a Morato e a Gonçalo Ramos, autor do golo da confirmação da vitória por 2-0 em Arouca, na sexta-feira, para apresentar o seu ‘4-4-2’.

Depois das duas derrotas frente ao FC Porto, para a Taça de Portugal e para o campeonato, o Benfica ainda não perdeu, mas entre os dois triunfos por 2-0, empatou na receção ao Moreirense (1-1), atrasando-se um pouco mais na ‘corrida’ pelo título de campeão.

A decisão da Taça da Liga volta a ser disputada no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria, pela terceira vez e pelo segundo ano consecutivo, entre terça-feira e sábado, dia da final da 15.ª edição da prova.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página