loading

Mundial-2022: Apuramento para os ‘oitavos’ celebrado euforicamente no Funchal

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem é o principal responsável pela eliminação de Portugal do Mundial no Qatar?

A capital madeirense concentrou hoje várias centenas de adeptos que assistiram e festejaram a vitória de Portugal ante o Uruguai, por 2-0, resultado que garantiu o apuramento da seleção das ‘quinas’ para os ‘oitavos’ do Mundial no Qatar.

Mundial-2022: Apuramento para os ‘oitavos’ celebrado euforicamente no Funchal

Foi num ambiente de verdadeira festa que os madeirenses acompanharam o jogo que permitiu que Portugal fosse a terceira seleção a garantir presença nos oitavos de final da competição, juntando-se a França e Brasil, ao bater o Uruguai por 2-0, com golos de Bruno Fernandes, o último de grande penalidade.

O Jardim Municipal do Funchal foi o local reservado para assistir ao jogo da segunda jornada do Grupo H, situado no coração da capital madeirense, onde, num anfiteatro, foi criada a ‘Fun Zone’ que concentrou hoje várias centenas de adeptos, que preencheram todo o espaço disponível.

No meio da multidão, João Teixeira, de 23 anos, admitiu estar “mais do que satisfeito” com o apuramento para a fase seguinte, ainda com um jogo por disputar (na sexta-feira diante da Coreia do Sul de Paulo Bento).

“Estou mais do que satisfeito com este apuramento. Tivemos sempre muita pressão, mas já estava à espera que Portugal vencesse sem sofrer golos, porque temos boa posse de bola, agora finalização, falta imensa, mas acredito que vamos até à final”, adiantou à Lusa o jovem que trabalha em gestão de eventos.

O nome de Cristiano Ronaldo foi várias vezes entoado ao longo do jogo pelo público presente, que não deixou de dar uma grande salva de palmas quando ao minuto 82 foi substituído por Gonçalo Ramos. 

Para Rodrigo Saldanha, ficou a faltar um golo do ‘capitão’, mas prevê que a estadia da seleção das ‘quinas’ vai ser longa na competição.

“Faltou um golo de Cristiano Ronaldo hoje, mas não é por aí. Na final, ele vai nos dar o título. Agora, é para ganhar. Temos muitas chances de chegar à final, espero que seja diante do Brasil”, explicou o lojista de profissão.

 Envergando a camisola portuguesa, Sérgio Caires admitiu que a seleção lusa “poderia ter jogado melhor”, lembrando os calafrios provocados pelos uruguaios, que até uma bola ao poste tiveram.

“Tinha dito que o Ronaldo ia marcar um, fiquei feliz quando num primeiro momento o golo inicial parecia ser dele, mas, no geral, o que importa é a vitória. Se ele não marcou neste, vai marcar no próximo de certeza”, finalizou o adepto de 21 anos, garantindo que “agora venha quem vier é para ganhar”.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Para si

Na Primeira Página