loading

"O João Mário é um jogador indiscutível com Roger Schmidt. E quando deixar de o ser?"

Numa recente entrevista ao podcast "Um para Um", João Mário, médio do Benfica, não poupou nos elogios a Roger Schmidt, técnico dos encarnados, tendo destacado não apenas as suas capacidades técnicas, mas também a sua personalidade e humildade.

"O João Mário é um jogador indiscutível com Roger Schmidt. E quando deixar de o ser?"
Liga Portugal

"Acho que nunca tinha tido um treinador, que para além de um excelente treinador, é excelente pessoa"

O médio português, que está a atravessar um bom momento de forma, expressou a importância de ter um treinador com quem se identifica não apenas a nível técnico, mas também a nível de caráter e personalidade e, para João Mário, Roger Schmidt não só se destaca como um excelente treinador, mas também como uma excelente pessoa.

"Para nós, é fundamental que tu tenhas um treinador com quem te identifiques, a nível de caráter e personalidade. Acho que nunca tinha tido um treinador, e isso é reconhecido por todos, que para além de um excelente treinador, é excelente pessoa", começou por dizer o médio.

Esta dualidade, que nem sempre é fácil de encontrar no futebol, foi ressaltada pelo médio, um dos capitães das águias, como o melhor elogio que poderia fazer ao treinador alemão.

"No futebol, isso nem sempre é compatível e acho que é o melhor elogio que lhe posso fazer. Gostaria que a minha parte futebolística fosse tão boa como a parte humana. E ele tem essa faceta, que não é fácil", disse ainda João Mário.

A humildade de Roger Schmidt também foi sublinhada pelo médio, mencionando que o treinador admitiu o seu desconhecimento em relação a alguns aspetos do futebol português e não hesitou em pedir ajuda aos jogadores.

"Teve sempre a humildade de perguntar aos jogadores por aspetos do campeonato. Foi uma surpresa que um treinador chegasse ao pé de nós e tivesse a perceção, que como ele não conhecia, como nunca tinha passado por isso, pedisse ajuda", revelou.

"Estou curioso um dia que deixe de jogar com Roger Schmidt o que vai no futuro falar"

No entanto, estas palavras do internacional português, destacadas por muitos como uma alfinetada a Rúben Amorim, não passaram despercebidas a José Sousa, ex-jogador, que revelou a sua curiosidade em perceber como João Mário reagirá se algum dia deixar de ser titular com Schmidt.

O antigo jogador salientou que a opinião dos jogadores sobre os treinadores muitas vezes está intrinsecamente ligada ao sucesso individual dentro da equipa.

"Hoje, João Mário é um jogador indiscutível com Roger Schmidt. E quando deixar de o ser? É só esta a questão que eu gosto sempre de colocar", começou por dizer, na Sport TV, citado pelo jornal 'Bancada.pt'.

Segundo Sousa, se com Schmidt João Mário é um titular indiscutível e sente motivação, é natural que elogie o treinador. No entanto, a incerteza permanece sobre como será a relação se a situação mudar no futuro.

"Se com um treinador és um titular indiscutível, jogas, sentes motivação, e consegues tirar um rendimento de ti mesmo, vais dizer 'adorei aquele treinador, tirou o melhor de mim'", frisou o antigo jogador.

"Se o João Mário entendeu que deveria proferir estas palavras, ou seja, valorizar o treinador que é o atual, estou curioso um dia que deixe de jogar com Roger Schmidt o que vai no futuro falar de Roger Schmidt", acrescentou.

"Depois falaremos sobre essas questões mas é o que é. O Rúben Amorim fez bem em não comentar o que quer que seja", rematou José Sousa.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Para si

Na Primeira Página

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem será o próximo presidente FC Porto?