loading

"Devemos uma última oportunidade a quem tudo nos deu e permitir que saia pelo seu próprio pé"

À medida que as eleições para a presidência do FC Porto se aproximam, o ambiente no clube azul e branco torna-se cada vez mais intenso, com os diferentes candidatos a intensificarem os seus esforços para conquistar a atenção e o voto dos sócios.

"Devemos uma última oportunidade a quem tudo nos deu e permitir que saia pelo seu próprio pé"
FC Porto

"Pinto da Costa pede um último mandato para completar o trabalho que se propôs fazer em nome do FC Porto", observa José Fernando Rio.

Este período pré-eleitoral tem sido marcado por debates acalorados e trocas de acusações entre os principais concorrentes, refletindo a competição acirrada e as divergências de opinião sobre o futuro do clube.

Numa corrida eleitoral repleta de polémicas e confrontos verbais, as três principais candidaturas, lideradas por Pinto da Costa, Nuno Lobo e André Villas-Boas, têm protagonizado um cenário de tensão nos bastidores do Estádio do Dragão.

Após várias figuras proeminentes do clube azul e branco terem expressado publicamente o seu apoio aos diferentes candidatos, surge agora a voz de José Fernando Rio, candidato vencido nas eleições de 2020 e figura respeitada no seio da família portista.

"A bem do FC Porto, temos de fazer tudo para que haja uma transição digna e pacífica"

O antigo candidato à liderança máxima do emblema da Invicta, anunciou no Facebook o seu apoio a Pinto da Costa, líder incontestável do FC Porto há 42 anos.

Num momento em que as eleições se preveem altamente disputadas, José Fernando Rio destaca a importância de conceder um último mandato a Pinto da Costa para concluir o trabalho que se propôs realizar em prol dos dragões.

"Pinto da Costa pede um último mandato para corrigir e completar o trabalho que se propôs fazer em nome do FC Porto: renovar a equipa dirigente, alcançar a sustentabilidade financeira, fortalecer a competitividade da equipa de futebol, terminar a Academia"

"No fundo, o que pretende é entregar às novas gerações um clube melhor, mais forte e mais preparado para enfrentar os desafios do futuro e para continuar a vencer como sempre venceu nos seus mandatos", acrescentou o sócio portista na rede social.

O apoio de José Fernando Rio a Pinto da Costa reflete não apenas uma posição pessoal, mas também uma análise cuidada do projeto apresentado pelo atual presidente. Rio salienta a determinação e a seriedade do compromisso de Pinto da Costa em renovar a equipa dirigente.

"O programa apresentado e a renovação que está a levar a cabo nas equipas apresentadas, demonstram de forma inequívoca a determinação e a seriedade do seu compromisso. Por isso, Jorge Nuno Pinto da Costa terá o meu voto", garante o sócio.

"Nós, os sócios do FC Porto, devemos uma última oportunidade a quem tudo nos deu e permitir que saia pela porta grande e pelo seu próprio pé. A bem do FC Porto, temos de fazer tudo para que haja uma transição digna e pacífica. Sem divisionismos"

José Fernando Rio considera ainda que o projeto da sua própria candidatura em 2020, embora não tenha sido bem-sucedido nas eleições, contribuiu para despertar o clube para as suas fragilidades e forças, dando início a um processo de mudança que agora está em curso.

"O clube percebeu as suas fragilidades, também as suas forças e traçou um plano de mudança. De forma lenta, é verdade, mas nos últimos quatro anos a palavra mudança passou para plano principal", destacou.

Ao decidir não apresentar a sua candidatura nas eleições deste ano, José Fernando Rio enfatiza a importância de garantir uma transição digna e pacífica no clube, evitando divisionismos e assegurando a continuidade do trabalho iniciado nos últimos anos.

"Hoje, está assegurado um novo rumo para o FC Porto", rematou José Fernando Rio.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Para si

Na Primeira Página

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem será o próximo presidente FC Porto?