loading

Cristiano Ronaldo marca e coloca Portugal mais perto do Mundial 2014

Últimas Notícias

Mais vistas

Facebook

Sondagem

Quem vence a Bola de Ouro France Football 2018?

A seleção portuguesa de futebol ganhou hoje vantagem na corrida ao Mundial de 2014, ao vencer em casa a Suécia, feito inédito, por 1-0, na primeira mão do “play-off” europeu, graças a um golo de Cristiano Ronaldo.

Um golo de Cristiano Ronaldo, aos 82 minutos, colocou hoje a seleção portuguesa de futebol um “nariz" à frente na corrida ao Mundial2014, ao consumar a vitória por 1-0 na receção à Suécia, na primeira mão dos "play-offs".

Quando parecia que a equipa portuguesa iria desaproveitar o apoio de mais de 60.000 adeptos que encheram o Estádio da Luz, em Lisboa, Ronaldo "mergulhou" para um desvio certeiro de cabeça, e poderia ter estreitado ainda mais a proximidade aos Brasil pouco depois, num cabeceamento devolvido pela barra da baliza sueca.

Se o encontro se resumia ao duelo entre Ronaldo e Zlatan Ibrahimovic, o jogador português foi um claro vencedor, pois o avançado sueco acabou vítima da estratégia da sua equipa, sempre mais preocupada em travar as iniciativas lusas, apesar de ter criado algumas boas oportunidades na primeira parte.

Quase tão importante como o remate vitorioso de Ronaldo, que permite à equipa das “quinas" encarar com maior otimismo o segundo jogo, terça-feira, foi o facto de não ter sofrido nenhum, o que significa que qualquer golo português em Solna pode deixar os escandinavos à beira do "KO".

Ao oitavo jogo, Portugal conquistou a primeira vitória em casa sobre suecos - com os quais tinha perdido quatro vezes e empatado três -, que coloca a seleção nacional bem posicionada para conquistar o apuramento para a fase final de mais uma grande competição, que não falha desde 2000.

Paulo Bento manteve-se fiel ao “onze” que privilegiou durante a fase de grupos – embora só o tivesse utilizado nos dois primeiros jogos - e que foi obrigado a alterar profundamente nos últimos jogos, com Israel (1-1) e Luxemburgo (3-0), reconstruindo o setor defensivo, composto por João Pereira, Bruno Alves, Pepe e Fábio Coentrão, à frente do guarda-redes Rui Patrício.

O meio campo regressou ao formato habitual, com Miguel Veloso, Raul Meireles e João Moutinho, enquanto o ataque ficou entregue ao trio mais utilizado, constituído pelo "capitão" Cristiano Ronaldo, Nani e o ponta-de-lança Hélder Postiga, melhor marcador luso na fase de qualificação, com seis golos.

A primeira oportunidade de golo surgiu logo aos cinco minutos e pareceu realmente destinada a ter esse fim depois de João Moutinho ter ultrapassado o guarda-redes Isaksson, mas o médio atirou à rede lateral da baliza, depois de uma boa combinação entre Ronaldo e Raul Meireles.

A Suécia sacudiu a pressão inicial de Portugal e Elmander deu o primeiro sinal de perigo com um desvio ao lado da baliza de Rui Patrício, que, depois, defendeu com muita dificuldade um remate de Sebastian Larsson, aos 20 minutos, descoberto à entrada da área por uma simulação engenhosa de Ibrahimovic.

Pouco depois, Kim Kallstrom ficou a centímetros de inaugurar o marcador na conversão de um livre direto, mas a equipa lusa voltou a tomar conta das operações, ainda que sem resultados práticos, não obstante alguns lances promissores, em especial dois remates de cabeça, de Ronaldo e Pepe.

Apesar de a tendência se ter mantido após o intervalo, ao domínio territorial português não correspondiam muitas oportunidades de golo, à exceção de uma jogada confusa logo no início da segunda parte e de um desvio de cabeça de Hélder Postiga que saiu ligeiramente sobre a barra.

Após mais de hora de futebol sem golos, Paulo Bento trocou de ponta-de-lança, substituindo Hélder Postiga por Hugo Almeida, mas foi Ronaldo que se revelou, uma vez mais, decisivo, ao ganhar aos 82 minutos o duelo de cabeça com Martin Olsson, mas no local mais improvável - junto à relva - perante a surpresa do defesa e guarda-redes suecos.

Quatro minutos mais tarde, aos 86, só a barra da baliza de Isaksson impediu que o avançado bisasse - agora com um remate de cabeça conquistado bem dentro do espaço aéreo sueco - e permitisse uma viagem mais descansada à Suécia, onde Portugal já ganhou três vezes.

Ficha do Jogo:

Jogo no Estádio da Luz, em Lisboa.

Portugal - Suécia, 1-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcador:

1-0, Cristiano Ronaldo, 82 minutos.

Equipas:

Portugal: Rui Patrício, João Pereira, Bruno Alves, Pepe, Fábio Coentrão, Miguel Veloso, Raul Meireles (Josué, 78), João Moutinho, Nani, Hélder Postiga (Hugo Almeida, 66) e Cristiano Ronaldo.

(Suplentes: Eduardo, Beto, André Almeida, Antunes, Luís Neto, Ricardo Costa, William Carvalho, Josué, Bruma, Varela, Hugo Almeida e Éder).

Treinador: Paulo Bento.

Suécia: Andreas Isaksson, Mikael Lustig, Per Nilsson, Mikael Antonsson, Martin Olsson, Rasmus Elm (Pontus Wernbloom, 72), Kim Kallstrom (Anders Svensson, 77), Sebastian Larsson, Alexander Kacaniklic, Zlatan Ibrahimovic e Johan Elmander (Alexander Gerndt, 88).

(Suplentes: Johan Wiland, Kristoffer Noedfelt, Jonas Olsson, Andreas Granqvist, Pierre Bengtsson, Anders Svensson, Adam Johannsson, Pontus Wernbloom, Jimmy Durmaz, Erkan Zengin, Alexander Gerndt e Ola Toivonen).

Treinador: Erik Hamrén.

Árbitro: Nicola Rizzoli (Itália).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para João Pereira (42), Sebastian Larsson (71), Cristiano Ronaldo (76) e Johan Elmander (77).

Assistência: 61.467 espetadores.

Siga-nos no Facebook, no Google+ e no Twitter.

Pode gostar de ler

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página