loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Crónica: Aves sofre, mas vence Setúbal na estreia de Augusto Inácio

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem tem o adversário mais acessível nas competições europeias?

O Desportivo das Aves venceu hoje na receção ao Vitória de Setúbal, por 2-1, pondo fim a um jejum de dois meses, e largou o último lugar da I Liga de futebol, na estreia do técnico Augusto Inácio.
Crónica: Aves sofre, mas vence Setúbal na estreia de Augusto Inácio

Os avenses, que tinham vencido pela última vez para o campeonato em 10 de novembro, batendo na altura o Rio Ave (2-1), regressaram às vitórias com golos de Derley, aos 16 minutos, e de Mama Baldé, aos 72, ambos na sequência de pontapés de canto, e ascenderam, provisoriamente, ao 16.º lugar, mas ainda em zona de descida, agora com 15 pontos.

Os sadinos, que jogaram em inferioridade numérica desde os 64 minutos, por expulsão de Cascardo, marcaram por Jhonder Cádiz, aos 55 minutos, mas já não conseguiram chegar a novo empate e mantêm 19 pontos, no 13.º lugar.

O Aves, com Beunardeau, Rodrigo e Diego Galo de regresso ao 'onze', entrou forte e pressionante no jogo, conseguindo empurrar para o seu meio-campo um Setúbal que não tinha bola e que acabou surpreendido com a vontade dos locais.

Depois de duas ameaças, os avenses chegaram finalmente ao golo, através de Derley, aos 16 minutos, após um canto apontado na direita.

Em desvantagem, Lito, que tinha apostado em Rúben Micael para jogar de início, tentou oferecer mais profundidade no ataque, com a entrada do extremo Berto para o lugar do defesa Artur Jorge.

O Setúbal conseguiu equilibrar o jogo, mas a bola passou mais para a zona intermediária do terreno, aumentando os despiques individuais e diminuindo os lances junto das duas balizas, notando-se, ainda assim, mais intencionalidade nos ataques dos forasteiros.

Os sinais dessa melhoria tiveram o seu ponto alto aos 55 minutos, quando Cádiz, lançado na direita, venceu Galo em velocidade e, já na área do Aves, rematou forte e sem hipóteses de defesa para Beunardeuau.

O Aves acusou o empate e o cansaço ameaçou tomar conta da equipa, mas a expulsão por acumulação de amarelos do lateral Cascardo, aos 64 minutos, funcionou como um suplemento vitamínico para os pupilos de Augusto Inácio, que voltariam a colocar-se em vantagem no marcador oito minutos depois, aos 72, por Mama Baldé, mais alto do que toda a gente na área sadina, após um canto da esquerda.

A partir daí, os avenses recuaram linhas e souberam sofrer para segurar a resposta dos setubalenses, que, nos instantes finais, beneficiaram de três pontapés de canto consecutivos, mas o resultado não mais se alteraria, favorecendo a equipa que mais fez por vencer.

Programa da jornada:

Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019
Nacional - Sp. Braga, 0 - 3
Desp. Chaves - FC Porto, 1 - 4
V. Guimarães - Benfica, 0 - 1

Sábado, 19 de Janeiro de 2019
Belenenses SAD - Tondela, 2 - 2
Sporting - Moreirense, 2 - 1
Santa Clara - Marítimo, 0 - 1

Domingo, 20 de Janeiro de 2019
Desp. Aves - V. Setúbal, 2 - 1
Boavista - Portimonense, 0 - 2
Rio Ave - Feirense, 0 - 0

Siga-nos no Facebook, no Google+ e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler