loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Antigo guarda-redes turco Rüstü Reçber teve alta após 11 dias internado

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O antigo futebolista turco Rüstü Reçber, guarda-redes da seleção e do FC Barcelona em 2003/04, recebeu alta após passar 11 dias internado, infetado pelo novo coronavírus, informou hoje a umlher, Isil Reçber.
Covid-19: Antigo guarda-redes turco Rüstü Reçber teve alta após 11 dias internado

“Depois de um árduo processo de onze dias, o meu marido recebeu alta”, escreveu Isil Reçber na sua conta oficial na rede social Instagram, com uma foto com o ex-guarda-redes, considerado o segundo melhor do Mundial2002, atrás do alemão Oliver Kahn.

Isil Reçber relatou em 28 de março a admissão de Rüstü Reçber num hospital após dar positivo para um teste do novo coronavírus e na última quinta-feira referiu que o marido estava a evoluir “de maneira estável”, sugerindo uma certa gravidade do quadro clínico.

“Mesmo que o meu marido seja um atleta, que não fuma e se cuida, isso o afetou dessa maneira. Para os fumadores é muito mais crítico”, escreveu Isil na altura, reiterando hoje o seu conselho de que “deixar os maus hábitos” é importante para lidar com infeção.

O ex-guarda-redes Rüstü Reçber, de 46 anos, jogou pela seleção turca entre 1994 e 2012. Depois de ingressar no FC Barcelona, em 2003/04, assinou pelo Fenerbahçe, em 2006/07, e, depois, pelo Besiktas, em 2007/08, onde terminou a carreira em 2012.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 68 mil e recuperaram mais de 238 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, que se encontra em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 17 de abril, já se registaram 311 mortes, mais 16 do que na véspera (+5,4%), e 11.730 casos de infeção confirmados, mais 452 face a domingo (+4%), segundo a atualização de hoje da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página