loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Crónica: Portimonense e Paços de Ferreira empatam em jogo com final ‘de loucos’

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

Portimonense e Paços de Ferreira empataram (1-1) hoje na ronda inaugural da I Liga de futebol, num jogo com uma ‘ponta' final emocionante, em que Samuel defendeu um penálti de Douglas Tanque ao nono minuto de descontos.
Crónica: Portimonense e Paços de Ferreira empatam em jogo com final ‘de loucos’

Lucas Possignolo, com um golo na própria baliza, aos 45+2, abriu o marcador para os forasteiros, e o regressado Fabrício empatou no arranque da segunda metade (52).

Nos descontos da partida, o juiz Iancu Vasilica anulou uma grande penalidade a favor do Portimonense com a ajuda do vídeo-árbitro (VAR), e assinou um penálti a favor dos pacenses, que seria desperdiçado, também após visionar as imagens.

Com as duas estruturas muito próximas do que apresentaram na época passada, Paulo Sérgio lançou três reforços para o ‘onze' do Portimonense (Maurício, Welinton Jr. e Fabrício) e Pepa escolheu apenas duas ‘caras novas' (Jordi e Luther Singh).

A primeira parte foi bem disputada, com as duas equipas a exibirem os mesmos predicados da temporada anterior e a dividirem as ‘despesas' atacantes à vez, embora o Paços acabasse por sair ‘por cima' perto do intervalo.

Até foram os pacenses que criaram o primeiro momento de perigo, ao sexto minuto da partida, num remate de Luther Singh que Samuel defendeu para frente, sendo obrigado a nova defesa para canto na recarga de Douglas Tanque.

O Portimonense reagiu pouco depois, aos 13, com Welinton Jr. a entrar na área pela esquerda e a proporcionar uma grande defesa ao guardião Jordi, antes de Fali Candé atirar, de livre direto, ao lado (22).

Aos 34 minutos, o Portimonense não soube aproveitar um mau passe de Marco Baixinho, com Dener a atirar ao lado, de fora da área, e o Paços respondeu no minuto seguinte, com Luther Singh a obrigar Samuel a mais uma estirada para canto para evitar o cruzamento/remate.

Em cima do intervalo, no segundo minuto de descontos, os pacenses chegaram à vantagem: Lucas Possignolo e Marco Baixinho discutiram no ar um canto assinado por João Amaral e a bola ressaltou das costas do defesa brasileiro para a baliza.

Paulo Sérgio mexeu ao intervalo, adicionando mais ‘armas' ofensivas com Aylton Boa Morte e Beto, e a sua equipa não demorou a igualar o marcador: Lucas Fernandes marcou um livre da direita e Fabrício, a iniciar a sua quarta passagem por Portimão num percurso iniciado em 2011, assinalou o regresso com um golo (52).

Com o passar dos minutos, o Portimonense pareceu acusar mais a falta de ritmo de início de época, baixando as linhas e deixando o conjunto orientado por Pepa assumir um ascendente ofensivo.

Douglas Tanque teve duas ocasiões com remates de fora da área (atirou ao poste, aos 70, e ao lado oito minutos depois) e Stephen Eustáquio também o imitou com um ‘tiro' de longe a rasar o poste esquerdo da baliza de Samuel (80).

O encontro terminou em tons polémicos: aos 90+3, Iancu Vasilica, que tinha dado três minutos de descontos, assinou grande penalidade para os algarvios por mão de Lucas Silva, mas, depois de visionar o lance após alerta do VAR (Hugo Miguel), voltou atrás na decisão, sob muitos protestos dos locais.

O jogo prosseguiu e o mesmo Lucas Silva ‘embrulhou-se' com Maurício na área do Portimonense: Vasilica foi ao VAR e assinou grande penalidade, por ‘pisão' do central, mas Douglas Tanque, na conversão do ‘castigo máximo', permitiu a defesa de Samuel com um remate praticamente ao meio da baliza (90+9).

Já para lá do tempo de desconto inicialmente atribuído, ainda deu para o contra-ataque algarvio e para um livre ‘encostado' à esquerda, que o guardião pacense defendeu antes do ‘apito' final.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página