loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Óbito/Vítor Oliveira: «O ‘rei das subidas’ subiu ao céu» – União de Paredes

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O União de Paredes apresentou condolências à família e amigos do treinador Vítor Oliveira, que morreu hoje, aos 67 anos, assinalando que «o ‘rei das subidas’ subiu ao céu».
Óbito/Vítor Oliveira: «O ‘rei das subidas’ subiu ao céu» – União de Paredes

Em nota de pesar publicada na conta oficial no Facebook, o União de Paredes, que disputa o Campeonato de Portugal, lamentou a morte de Vítor Oliveira, que vestiu a camisola do clube em 1975/76.

“O União Sport Clube de Paredes endereça as mais sentidas condolências à família e amigos do Grande Vítor Oliveira. Vítor Oliveira representou o USC Paredes, enquanto jogador, na época 75/76, será sempre um dos nossos. O ‘rei das subidas’ subiu ao céu, que descanse em paz”, lê-se na mensagem do clube.

O Paredes foi o segundo clube do antigo médio, que tinha cumprido a formação no Leixões, da sua terra natal, numa temporada em que terminou a Zona Norte da II Divisão no 17.º lugar, acabando por escapar à despromoção na liguilha.

Vítor Oliveira, que morreu hoje em Matosinhos, aos 67 anos, ficou conhecido como ‘rei das subidas’, ao conseguir 11 promoções ao principal escalão, em 18 presenças, ao serviço de Paços de Ferreira (1991 e 2019), Académica (1997), União de Leiria (1998), Belenenses (1999), Leixões (2007)), Arouca (2013), Moreirense (2014), União da Madeira (2015), Desportivo de Chaves (2016) e Portimonense (2017).

Em mais de 30 anos, entre 1978 e 2020, comandou Famalicão, Portimonense, Maia, Paços de Ferreira, Gil Vicente, Vitória de Guimarães, Académica, União de Leiria, Sporting de Braga, Belenenses, Rio Ave, Moreirense, Leixões, Trofense, Desportivo das Aves, Arouca, União da Madeira, Desportivo de Chaves e Paços de Ferreira.

Como futebolista, vestiu as camisolas de Leixões, Paredes, Famalicão, Sporting de Espinho, Sporting de Braga e Portimonense.

Liga Portuguesa de Futebol Profissional e Federação Portuguesa de Futebol decretaram um minuto de silêncio nos jogos a realizar durante este fim de semana, em memória de Vítor Oliveira.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página