loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Crónica: Terceiro ‘bis’ consecutivo de Pedro Gonçalves resolve susto inicial

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O terceiro ‘bis’ consecutivo de Pedro Gonçalves na I Liga de futebol resolveu hoje um susto inicial, na vitória do Sporting, por 2-1, na receção ao Moreirense, da oitava jornada, que mantém os ‘leões’ firmes na liderança.
Crónica: Terceiro ‘bis’ consecutivo de Pedro Gonçalves resolve susto inicial

Um autogolo de Luís Neto, logo aos três minutos, colocou a equipa de Moreira de Cónegos em vantagem no Estádio José Alvalade, mas Pedro Gonçalves, aos oito e 75, entregou o triunfo aos ‘verde e brancos’ e reforçou o estatuto de artilheiro do campeonato, com nove golos, resultantes do quarto ‘bis’ em cinco jogos seguidos a faturar.

O Sporting soma e segue na liderança da I Liga, sem conhecer ainda o sabor da derrota, contabilizando 22 pontos, em 24 possíveis, e sabe que manterá, pelo menos, quatro pontos de vantagem para os perseguidores no final da jornada. Já o Moreirense, posiciona-se no 11.º lugar da tabela, com oito pontos, mas menos um jogo disputado.

Com muitas ‘baixas’ por lesão, os ‘cónegos’ surpreenderam a equipa ‘leonina’ numa transição rápida iniciada por André Luís, a encontrar D’Alberto na direita, que cruzou para o desvio infeliz de Luís Neto para a própria baliza, decorridos apenas três minutos.

A equipa lisboeta apressou-se a empatar o jogo, numa jogada iniciada por uma recuperação de bola de Nuno Mendes, a lançar Nuno Santos, que efetuou um cruzamento que Pasinato não conseguiu afastar, com Pedro Gonçalves, ajudado pelo corte falhado de Fábio Pacheco, a introduzir a bola na baliza com alguma confusão à mistura.

Com o ‘onze’ base dos últimos jogos no campeonato, o Sporting esteve perto do segundo tento num cabeceamento de Coates, aos 15 minutos, que saiu por cima, mas a grande ocasião surgiu aos 22, quando Sporar cabeceou à trave e a bola bateu em Rosic, valendo os reflexos rápidos de Pasinato a impedirem, em cima da linha, o autogolo.

Até ao descanso, os ‘leões’ aproximaram-se da baliza de Pasinato mais uma vez com algum perigo, numa tentativa frouxa de um ‘chapéu’ de Nuno Santos, aos 31 minutos, em resposta a uma bola ‘picada’ por Pedro Gonçalves por cima da defensiva contrária, enquanto o Moreirense ia procurando novas transições pelo flanco direito, mas sem o desvio obtido no golo.

O segundo tempo começou enfadonho, apenas com um remate em desequilíbrio de Sporar a trazer alguma energia ao jogo, que despertou aos 69 minutos, com um ‘tiro’ à trave de Pedro Gonçalves, de muito longe, no que seria um golo digno do preço de um bilhete se houvesse público a assistir.

Na segunda tentativa, o médio português conseguiu mesmo chegar a novo 'bis', aos 75 minutos, através de um remate forte em que Pasinato podia ter feito muito melhor.

Porro teve nos pés a oportunidade de sentenciar o encontro de imediato, mas Pasinato, desta vez, negou com uma boa intervenção, e o marcador não mais se alterou, apesar de algumas aproximações dos ‘leões’, sem grande perigo, controlando a seu bel-prazer o jogo até ao apito final.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página