Mercado: Paulinho 'ultrapassa' Bas Dost e é a transferência mais cara do Sporting

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

A transferência do jogador internacional português Paulinho do Sporting de Braga para o Sporting é a mais cara da história dos ‘leões’, com o clube lisboeta a pagar 16 milhões de euros (ME) por 70% do passe.
Mercado: Paulinho 'ultrapassa' Bas Dost e é a transferência mais cara do Sporting

Na segunda-feira, no último dia de transferências no ‘mercado de inverno’, o Sporting oficializou a contratação de Paulinho ao Sporting de Braga, que recebeu o avançado esloveno Sporar por empréstimo até ao fim da época 2020/21, com opção de compra de 7,5 ME.

Sporar, que chegou a Alvalade em 2019/20, proveniente do Slovan Bratislava é a 13.ª contratação mais cara do Sporting, na ordem dos seis ME, um pouco menos do que os 6,2 ME pagos em 2001/02 por Jardel, um ‘supremo’ goleador.

Nessa época, Jardel marcou 42 golos na I Liga, de um total de 55 em todas as competições, e ‘embalou’ o Sporting para a conquista do seu último campeonato, há mais de 18 anos.

Na lista de contratações mais caras do clube ‘verde e branco’, Paulinho, que esta época leva 10 golos em 24 jogos, passa a ser a contratação mais cara, seguido por outro avançado, o holandês Bas Dost.

Em 2016/17, o Sporting pagou ao Wolfsburgo 11,85 ME pelo internacional holandês, que na época de estreia foi o melhor marcador do campeonato, com 34 golos, e na seguinte terminou em segundo, com 27.

Na hierarquia dos 10 mais caros, o Sporting conta também com Pedro Gonçalves, médio contratado esta época ao Famalicão, por 6,5 ME, que lidera a lista de melhores marcadores do campeonato, com 12 golos.

Outra contratação de ‘peso’ nesta lista é a do médio Bruno Fernandes, por quem o Sporting pagou 9,70 ME em 2017/18 à Sampdória, mas transferiu para o Manchester United por 55 milhões de euros, mais valores variáveis, sendo a maior venda do clube.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página