Europeu-2020: Presidente da República diz que Portugal vai jogar para o título

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assegurou na segunda-feira que a seleção portuguesa vai jogar hoje para revalidar o título de campeão europeu de futebol, em declarações aos jornalistas em Budapeste.
Europeu-2020: Presidente da República diz que Portugal vai jogar para o título

Na véspera de a seleção portuguesa, campeã em título, se estrear no Euro2020, frente à Hungria, o Chefe de Estado assumiu a ambição da equipa das ‘quinas’ na competição, recordando o título conquistado em França.

"Nós somos campeões da Europa vai para cinco anos e isso não é por acaso, tiremos o quinto ano que isso foi fruto da pandemia. Somos muito fortes, muito fortes, muito coesos e vamos jogar para o título e este jogo é fundamental", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República vai assistir ao encontro, na terça-feira, tendo, hoje, visitado o embaixador de Portugal na capital húngara, realçando a importância do encontro de estreia no Grupo F.

“É fundamental por uma razão muito simples, este grupo foi chamado de ‘grupo da morte’, porque tem candidatos fortíssimos, como a Alemanha e França. Nós arrancamos em primeiro lugar, nem temos a sorte de ver o resultado da Alemanha contra a França e, portanto, temos de vencer este jogo”, vincou.

Marcelo Rebelo de Sousa admitiu que o público maioritariamente húngaro pode ser hostil à seleção lusa, conferindo um ambiente difícil, num estádio cheio, algo diferente do ocorrido no último ano e meio devido à pandemia de covid-19, sem, no entanto, duvidar da ambição da formação comanda por Fernando Santos.

“Vamos ganhar, vamos ganhar. Nós somos os melhores da Europa, vamos fazer tudo para aguentar o título, temos de ganhar este jogo. Não há empate, tem de se jogar para ganhar”, rematou.

Sem eleger um preferido para marcar golos pela seleção portuguesa – “o que interessa é que marquem, qualquer um” –, o Presidente da República elogiou alguns dos convocados, assegurando que a ausência do lateral direito João Cancelo, devido a infeção pelo novo coronavírus, “não tira confiança” do grupo.

“Mas a equipa é um todo, um dos trunfos do Fernando Santos é saber formar o espírito de equipa. Esse aspeto solidário, que vem da sua maneira de ser humilde, e a equipa está acima do que possa acontecer a um ou a outro”, salientou.

Antes de jantar com o embaixador e com o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, assegurou que o país está a torcer pela vitória, numa das características em que “Portugal marca na Europa e no mundo”.

“Somos muito bons noutras coisas, na ciência, na cultura, na vida empresarial, mas somos muito bons no futebol, porque é que devemos ter vergonha de sermos tão bons no futebol”, concluiu.

Portugal vai defrontar a Hungria, a partir das 17:00 (horas em Lisboa), num encontro da primeira jornada do Grupo F do Euro2020, que vai ser arbitrado pelo turco Cuneyt Çakir.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página