loading

Benfica inicia trabalhos com grupo alargado a reforços e muita formação

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem está a reforçar-se melhor no mercado?

O Benfica iniciou hoje a época 2022/23 com os habituais testes médicos ao plantel, num dia já com os reforços David Neres, Bah, Ristic e Musa, com vários futebolistas da formação, mas também algumas ausências.

Benfica inicia trabalhos com grupo alargado a reforços e muita formação

Com os ‘trabalhos’ de avaliação clínica aos jogadores divididos entre o período de manhã e a tarde, na primeira fase foram 14 os jogadores sujeitos à bateria de exames, e já de tarde a mesma prática para mais 15 futebolistas.

O dia começou com algumas das caras mais conhecidas, num grupo com João Mário, Pizzi, Gilberto, André Almeida, Rafa, Gil Dias, Grimaldo, Diogo Gonçalves, Chiquinho, Meïte, Weigl, Rodrigo Pinho e Lucas Veríssimo, além do guarda-redes Samuel Soares.

Entre os primeiros 14, esteve o lateral direito brasileiro Gilberto, que disse hoje acreditar ser uma “nova era” para o Benfica.

“Como eu já disse, é uma nova era aqui no Benfica. Temos a expectativa de sempre entrar em campo para lutarmos por tudo o que disputarmos, sempre respeitando o adversário, mas vamos estar preparados, principalmente, para o primeiro combate que temos na Champions [terceira pré-eliminatória]”, disse o defesa, em declarações aos canais do clube.

Já de tarde foi a vez dos reforços Alexander Bah (ex-Slávia Praga), Mihailo Ristic (ex-Montpellier), David Neres (ex-Shakhtar Donetsk) e Petar Musa (ex-Slávia Praga, mas que esteve cedido ao Boavista em 2021/22), num grupo com muitos jovens da formação.

Henrique Araújo, Tiago Gouveia, Paulo Bernardo, Florentino, António Silva, Tomás Araújo, André Gomes, Martim Neto, Morato e Diego Moreira realizaram os exames da parte da tarde, bem como o guarda-redes Helton Leite.

Tal como Samuel Soares, Paulo Bernardo ou Henrique Aráujo, também Gonçalo Ramos esteve nos jogos dos sub-21, mas, ao contrário daqueles, não consta da lista dos que realizaram hoje exames, numa altura em que a imprensa tem avançado que o jogador pode estar de saída.

No plantel ‘encarnado’ são ainda muitas as indefinições, não só em relação aos jogadores da formação que se podem fixar no plantel principal, mas também em relação àqueles com que o treinador Roger Schmidt não contará.

Entre os que estiveram cedidos na última época, Ferro (ex-Hajduk Split) não esteve neste arranque, ao contrário de Florentino (ex-Getafe) e Pizzi (ex-Basaksehir).

Ainda de fora, está o argentino Enzo Fernandéz, sobre quem o Benfica informou na quinta-feira existir um princípio de acordo com o River Plate, de 10 milhões de euros, mais oito de variáveis, mas ainda sem data conhecida de chegada para o futebolista.

Ausentes estiveram ainda o guarda-redes Vlachodimos, os centrais Jan Vertonghen e Nicolas Otamendi, o médio Adel Taarabt, e os avançados Haris Seferovic e Roman Yaremchuk, que terminaram a época mais tarde, após terem estado ao serviço das respetivas seleções.

No domingo, o plantel ‘encarnado’ prossegue os trabalhos, já com testes físicos, e na segunda-feira está previsto o primeiro treino no Seixal, numa época que arranca com novo treinador, o alemão Roger Schmidt.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página