loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Saída de José Gomes é a quarta da temporada na Liga portuguesa

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem tem o adversário mais acessível nas competições europeias?

José Gomes protagonizou hoje a quarta saída da época de treinadores de clubes da I Liga portuguesa, ao trocar, após a 13.ª jornada, o Rio Ave, pelo Reading do Championship.
Saída de José Gomes é a quarta da temporada na Liga portuguesa

O técnico, de 48 anos, assumiu o comando técnico do Rio Ave no início da época e deixa a formação no sexto lugar, à entrada para a 14.ª jornada, na qual a equipa de Vila do Conde visita o FC Porto.

Em 10 de dezembro, Daniel Ramos do Desportivo de Chaves, 18.º e último classificado da I Liga, após a nona derrota em 12 jogos para a competição, protagonizou a terceira 'chicotada' da temporada entre os primodivisionários.

O técnico natural de Vila do Conde, entretanto substituído por Tiago Fernandes, deixou o clube transmontano, ao qual chegou no início da temporada, proveniente do Marítimo, após a derrota por 1-0 no terreno do Belenenses, a sexta consecutiva na prova.

A partida de José Gomes elevou para quatro o número de saídas de treinadores na edição 2018/19 da I Liga, depois das saídas de Daniel Ramos do Desportivo de Chaves, de José Peseiro, do Sporting, e Cláudio Braga, do Marítimo, após a eliminação perante o Feirense (3-0), na quarta ronda da Taça de Portugal.

No início de novembro, José Peseiro, que cumpria a segunda passagem pelo Sporting, foi despedido pela direção liderada por Frederico Varandas, na sequência da derrota caseira frente ao Estoril Praia (2-1), para a Taça da Liga.

Peseiro acabou por ser substituído pelo holandês Marcel Keizer, depois de Tiago Fernandes ter orientado interinamente os 'leões' nas vitórias frente a Santa Clara, nos Açores, e Desportivo de Chaves, em Lisboa, ambas por 2-1.

Cláudio Braga, que cumpria a sua primeira experiência em equipas do primeiro escalão, deixou o Marítimo fora da Taça de Portugal, após o pesado desaire caseiro com o Feirense, e no 12.º posto do campeonato, um ponto acima da zona de despromoção, com 10 jornadas disputadas, sendo substituído por Petit.

Siga-nos no Facebook, no Google+ e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler