loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Pedro Neto juntou-se à seleção de sub-20 e mostra-se pronto para «ajudar»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

O Benfica foi um justo vencedor da I Liga 2018-2019?

O jovem português Pedro Neto já integra os trabalhos da seleção de sub-20, dois dias depois da conquista da Taça de Itália, ao serviço da Lazio.
Pedro Neto juntou-se à seleção de sub-20 e mostra-se pronto para «ajudar»

“Vim para trabalhar, ajudar o grupo e dar o máximo”, referiu o jogador, um dos autorizados a integrar a preparação mais tarde, por ainda ter estado na final da Taça, como suplente não utilizado, que os romanos venceram na quarta-feira (2-0 frente à Atalanta).

O extremo, de 19 anos, diz que a chegada ao estágio dos sub-20 e a um grupo em que é o mais jovem, correu bem e que a vontade de vencer é muita.

“É um motivo de orgulho ver o trabalho compensado, fui recebido como os outros. Sinto que estão muito bem integrados”, adiantou Pedro Neto, que, na conversa, esclareceu já ser jogador da Lazio, na qual chegou a estar por empréstimo do Sporting de Braga.

As atenções viram-se totalmente para o Mundial de sub-20, na Polónia, onde Portugal integra o grupo F, com Coreia do Sul, Argentina e África do Sul, num percurso em que Pedro Neto prefere olhar “jogo a jogo”.

“Como é obvio queremos sempre ganhar, jogar jogo a jogo, são três jogos difíceis. São três estilos diferentes, mais técnicos o sul-coreano e argentino, e a África do Sul mais físico”, explicou o jogador.

Portugal parte no domingo para a Polónia, onde decorrerá o Mundial do escalão, de 23 de maio a 15 de junho, e fará a estreia em 25 de maio, frente à Coreia do Sul, no Estádio Bielsko-Biala.

Pedro Neto, que começou a treinar na quinta-feira, diz que estes dias são dedicados pelo selecionador Hélio Sousa “aos aspetos táticos” da equipa portuguesa, antes de se debruçar sobre as dificuldades que a Coreia do Sul poderá colocar à seleção lusa.

A experiência na Polónia será também uma despedida de Hélio Sousa da Federação, depois de o técnico ter levado esta geração de jogadores aos títulos europeus de sub-17, em 2016, e de sub-19, em 2018.

“O ‘mister’ Hélio [Sousa] fez muito por nós, mas está muito focado em vencer e vamos tentar com ele alcançar o título”, disse ainda Pedro Neto, quando questionado em relação à saída de Hélio Sousa e à ida do técnico para a seleção do Bahrein.

Na Polónia, após o jogo com a Coreia do Sul, Portugal defrontará em 28 de maio a Argentina, e em 31 a África do Sul.

Numa competição com 24 seleções, apuram-se para os oitavos de final os dois primeiros classificados de cada grupo, mais os quatro terceiros mais bem classificados.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler