loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Itália: Diogo Dalot «muito satisfeito» com a época que está a realizar no AC Milan

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O português Diogo Dalot mostrou-se hoje «muito satisfeito» com a temporada que está a realizar no AC Milan e assumiu que seria «fantástico» vencer a Serie A e recolocar a equipa de Milão no topo do futebol italiano.
Itália: Diogo Dalot «muito satisfeito» com a época que está a realizar no AC Milan

“Será especial e fantástico ganhar o campeonato, não apenas por derrotar rivais como a Juventus e o Inter Milão, mas porque será uma forma de voltar a deixar o AC Milan no topo, depois de ter estado tantos anos sem ganhar títulos”, afirmou Diogo Dalot, em entrevista à agência Associated Press.

O AC Milan lidera o campeonato com três pontos de vantagem sobre o Inter Milão, segundo classificado, e 10 sobre a Juventus, que aparece num surpreendente quinto lugar.

“Gostamos deste tipo de pressão. Gostamos que os novos rivais estejam atrás de nós e que queiram a nossa derrota. Gostamos desse tipo de desafio”, disse.

Emprestado pelo Manchester United à equipa italiana, o lateral de 21 anos leva 15 jogos e um golo em todas as competições, depois de ter sido pouco utilizado nos ‘red devils’ nas duas últimas épocas.

“Estou a sentir a relva de novo. Estou a sentir o que é jogar, o que é jogar 90 minutos e ganhar. Tem sido fantástico e estou muito satisfeito”, confessou o jogador formado no FC Porto.

Dalot, que tem como colega de equipa o seu compatriota Rafael Leão, destacou ainda a importância do avançado sueco Zlatan Ibrahimovic, de 39 anos, que leva 12 golos em oito jogos na Serie A, na campanha do AC Milan.

“É muito exigente. É sempre um dos primeiros a chegar ao treino. Esse tipo de coisas ajuda-nos a perceber que talvez precisemos de ser tão profissionais quanto ele para durar tanto tempo e ganhar tantos títulos. Foi uma surpresa muito boa trabalhar com ele, concluiu.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página