ESC ONLINE

Jorge Jesus: «Hoje este jogo foi um espetáculo que deveria ter as 60 mil pessoas»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Declarações de Jorge Jesus, treinador do Benfica, após o jogo entre Benfica e Sporting, da 33.ª e penúltima jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no Estádio da Luz, em Lisboa, e que terminou com a vitória dos ‘encarnados’, por 4-3.
Jorge Jesus: «Hoje este jogo foi um espetáculo que deveria ter as 60 mil pessoas»

“Quero dar os parabéns às três equipas, mas principalmente ao Benfica, e também ao Sporting. Porque hoje este jogo foi um espetáculo que deveria ter as 60 mil pessoas, ser ainda mais emocionante do que foi. Duas equipas que, face à forma de olhar para o jogo, quiseram ganhar, a olhar mais para a frente.

O Benfica entrou muito forte, depois do 3-0 começa a acreditar que já não era preciso ter outro momento de jogo, que é na perda da bola fechar os espaços. Sofremos o 3-1, a equipa do Sporting acreditou que podia entrar no jogo.

Conseguimos o 4-1, e depois o Benfica é uma equipa que não sabe defender resultados. Por muito que eu fale, ainda não consegui meter na cabeça de alguns jogadores como controlar com bola um resultado. Só conseguimos jogar com muita qualidade, com bola, quando vamos à procura do resultado. Com 4-1, tens de saber gerir e esperar.

A equipa do Sporting acreditou sempre, depois há o 4-2, 4-3, as coisas tornaram-se mais complicadas. Depois do 4-3, se tem de haver um golo é o 5-3. Parabéns aos jogadores do Benfica, fizeram uns primeiros 45 minutos espetaculares, com grandes golos e jogadas.

Depois, ganhámos, que era o grande objetivo. Temos dois jogos ainda. Mais uma vitória, que nos põe numa segunda volta muito forte.

[Sobre a saída de Taarabt e a forma de atacar do Benfica] Ainda temos jogadores que, a ganhar 4-1, não sabem jogar para defender o resultado. São situações de jogo que tenho de ensinar, e tenho ensinado. Foi por causa disso, estávamos em vantagem, com 4-1, não era preciso cometer o risco de jogar o passe arriscado. Perdemos a bola e sofremos o 4-2.

O Gabriel, com o cartão amarelo, começou a ter medo. O Sporting meteu jogadores entrelinhas, o Diogo não tinha capacidade para segurar o Jovane, com um problema físico, mas sem se queixar. Estranhei o andamento dele. Estava cheio de dores numa virilha e não disse nada.

[Sobre a presença dos adeptos no Seixal] Significa muito. O carinho dos adeptos, para quem nós jogamos.

Este ano, não sendo campeão, poderiam estar contra a equipa, mas estão a dar-nos carinho. Perceberam o que aconteceu à equipa em janeiro.

Os jogadores de qualquer equipa sentem o calor e carinho dos adeptos, ficam mais confiantes.”

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página