loading

Crónica: Sporting de Braga vence com clareza frágil Trofense

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem é o principal responsável pela eliminação de Portugal do Mundial no Qatar?

O Sporting de Braga venceu este sábado o Trofense, por 3-0, na primeira jornada do Grupo D da Taça da Liga, triunfo que peca por escasso.

Crónica: Sporting de Braga vence com clareza frágil Trofense

Banza, aos 16 minutos, Al Musrati (42) e Hernâni (90+4) marcaram os golos de uma vitória tranquila do Sporting de Braga, que lidera já o Grupo D, à frente de Casa Pia (um ponto), Paços de Ferreira (um) e Trofense (zero).

A equipa de Artur Jorge podia ter vencido por outros números, já que dispôs de várias ocasiões para marcar, com especial destaque para o perdulário Abel Ruiz.

Três meses depois, Banza voltou a marcar, encostando para o primeiro golo dos bracarenses, após assistência de Abel Ruiz, numa jogada rápida de contra-ataque, que também contou com a intervenção de Iuri Medeiros.

O avançado francês não marcava desde 28 de agosto, na goleada, fora, ao Arouca (6-0), na quarta jornada da I Liga.

O Sporting de Braga continuou por cima do jogo e, aos 23 minutos, bem servido por Borja, Iuri Medeiros atirou por cima em excelente posição na área.

Mais preocupado em defender, o Trofense, penúltimo da II Liga, dispôs de uma boa ocasião no primeiro tempo, por Bandaogo, após erro de André Horta, mas o remate do médio do Burkina Faso em plena área saiu por cima (38).

Seria, contudo, a equipa da casa a dilatar a vantagem, com Al Musrati, de cabeça, após canto cobrado por André Horta, a bater o guardião trofense.

A equipa da Trofa entrou mais atrevida na segunda parte e chegou mais vezes à área contrária, mas o novo fôlego durou cerca de 25 minutos.

Depois, o Sporting de Braga voltou a pegar no jogo e começou a desperdiçar claras situações de golo.

Castro ‘disparou’ saiu ao poste (73), Álvaro Djaló rematou com perigo depois de boa jogada individual (80), Abel Ruiz, isolado em duas ocasiões não conseguiu marcar (83 e 87) e Hernâni, na área, atirou por cima (90+1).

Até que, na última jogada do encontro, Hernâni fez o terceiro golo dos bracarenses, contando com a ‘ajuda’ involuntária de um defesa para trair o guardião contrário (90+4).

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Para si

Na Primeira Página