loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Silas: «A estreia do Sporar não foi como queríamos»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Outras Notícias

Sondagem

Com a vitória do FC Porto frente ao Benfica o campeonato está relançado?

Declarações de Silas, treinador do Sporting, após o a vitória frente ao Marítimo (1-0), em jogo da 18.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no Estádio José Alvalade, em Lisboa.
Silas: «A estreia do Sporar não foi como queríamos»

“A estreia do Sporar não foi como queríamos, devido à lesão de outro jogador, mas acho que foi boa, tendo em conta que vinha com algumas condicionantes. Respondeu bem, pensei que iria estar pior fisicamente. Deu-nos bola e profundidade, é um jogador que nos vai dar ainda mais.

Controlámos o jogo. Eventualmente, deixámos o Marítimo sair, fruto da nossa ansiedade. Vínhamos de duas derrotas e essa ansiedade apareceu de maneira natural, mas acho que podíamos ter controlado o jogo de forma diferente. Fomos superiores, contra um Marítimo que não deixou de tentar aplicar as suas ideias, mas nós condicionámos muito bem. A ideia deles é boa, com um futebol positivo, mas nesse sentido não os deixámos jogar muito.

[Sobre uma eventual saída de Bruno Fernandes] Eu gostaria que ele ficasse. Gostava de contar com o Bruno, pelo menos, até final da temporada.

Enquanto for matematicamente possível, não deixaremos de tentar [alcançar o FC Porto no segundo lugar]. Quando conseguirmos, depois olhamos para o Benfica. Não nos podemos esquecer das equipas que estão atrás. Há muito jogo ainda.

O Bruno [Fernandes] é um jogador diferente. Começou a jogar mais na frente, depois mais atrás, passámos a jogar em 4-4-2. Aí, o Bruno vê coisas que ninguém vê, passes de rutura. A linha defensiva começa a baixar mais e a haver mais espaços entre linhas. Qualquer equipa em Portugal que tivesse o Bruno e o perdesse se iria ressentir. Se o perdermos, teremos de procurar soluções.

Os dois jogos que perdemos em casa, com FC Porto e Benfica, não merecíamos ter perdido e isso retira-nos confiança. Naturalmente que gosto muito de ganhar e jogar bem, mas se tiver de ganhar só.... Perder e jogar bem também não nos interessa. Jogando melhor estamos mais perto de ganhar, não tenho dúvidas disso, mas é importante não perder e, num clube como o Sporting, ainda mais”.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler