loading

Inglaterra: Everton vence e junta-se provisoriamente ao grupo de líderes da Premier League

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Everton aproveitou hoje os desaires de Manchester United e Chelsea e juntou-se provisoriamente ao grupo de líderes da Liga inglesa de futebol, após bater por 2-0 o Norwich City, que ficou perto de um recorde negativo.
Inglaterra: Everton vence e junta-se provisoriamente ao grupo de líderes da Premier League

Na sexta jornada, o Everton regressou aos triunfos e passou a somar 13 pontos, os mesmos de Manchester City, Chelsea, Manchester United e também Liverpool, embora os ‘reds’ ainda hoje atuem no campo do Brentford, em novo ‘dia negro’ para o Norwich.

Em Liverpool, os ‘Canaries’, esta época de regresso ao principal escalão inglês, mantiveram o registo total de derrotas no arranque da Premier League e, caso voltem a perder na próxima ronda, passarão a ser oficialmente a equipa com o pior arranque de sempre da prova.

Com este desaire, o Norwich igualou as seis derrotas iniciais de Portsmouth (2009/10) e Crystal Palace (2017/18). Na próxima ronda, a equipa liderada pelo alemão Daniel Farke desloca-se ao campo do Burnley.

Em Goodison Park, o Everton, que não contou com o internacional português André Gomes, lesionado, e que vinha de um desaire pesado no terreno do Aston Villa (3-0), chegou ao triunfo com golos de Townsend, aos 29 minutos de grande penalidade, e do francês Doucoure, aos 77.

Muito contestado pelos adeptos no início da temporada, devido à sua passagem anterior pelo eterno rival Liverpool, o técnico espanhola Rafa Benitez deixa o Everton no grupo da frente, graças aos desaires de Manchester United e Chelsea, os primeiros destes dois clubes esta temporada na Premier League.

Com Bruno Fernandes e Cristiano Ronaldo como titulares, e Diogo Dalot como suplente utilizado, o Manchester United foi surpreendido em casa pelo Aston Villa (1-0), enquanto o Chelsea, atual campeão europeu, caiu em Londres perante o Manchester City (1-0), que contou com Rúben Dias, João Cancelo e Bernando Silva.

Em Old Trafford, Ronaldo ficou pela primeira vez em 'branco' desde o seu regresso aos 'red devils' e Bruno Fernandes falhou uma grande penalidade nos descontos.

Isto significa que o Liverpool, caso vença ou até empate no campo do Brentford, passará a ser líder isolado, embora o Brighton também tenha essa possibilidade, na deslocação de segunda-feira ao Crystal Palace.

Com Ricardo Pereira a titular (foi substituído ao intervalo), o Leicester City empatou (2-2) na receção ao Burnley, com Vardy a bisar e a impedir a derrota dos ‘foxes’ aos 85 minutos, perante um adversário que ainda não venceu esta temporada e segue no penúltimo lugar.

Pela primeira vez a cumprir a quarta temporada seguida num clube na sua longa carreira, o argentino Marcelo Bielsa continua em crise no Leeds United, que voltou a perder, desta vez em casa perante o West Ham, por 2-1, com o tento do triunfo dos londrinos a aparecer ao minuto 90, por Antonio, depois do brasileiro Raphinha (ex-Sporting e ex-Vitória de Guimarães) ter chegado a colocar a equipa de casa em vantagem, aos 19.

O Leeds continua sem vencer na Premier League (três empates e três derrotas), assim como o Newcastle, que empatou (1-1) no campo do Watford.

Quanto aos treinadores portugueses, o Tottenham, de Nuno Espírito Santo, vai no domingo ao campo do Arsenal, no histórico e sempre frenético dérbi londrino, já depois do Wolverhampton, de Bruno Lage, jogar no terreno do Southampton.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página