loading

"Alguém acredita que os castigos vão ser pesados para punir quem se excedeu?"

O Estádio António Coimbra da Mota foi palco de um jogo intenso entre o FC Porto e o Estoril, que culminou numa derrota amarga para os azuis e brancos e num cenário de grande contestação para com a equipa de arbitragem liderada por António Nobre.

"Alguém acredita que os castigos vão ser pesados para punir quem se excedeu?"
VSports

"Francisco Conceição e Otávio foram poupados a vermelhos diretos porquê? O árbitro teve medo?", questionou Jaime Cancella de Abreu.

Desde o decorrer da partida até ao apito final, as emoções estiveram ao rubro, com momentos de tensão entre os jogadores portistas e o árbitro.

Num momento crítico do jogo, a expulsão de Francisco Conceição após o segundo cartão amarelo desencadeou uma reação acalorada por parte de vários jogadores do FC Porto.

Imediatamente após a decisão do juiz do encontro, vários jogadores dos dragões cercaram o árbitro e, de forma ostensiva, bateram palmas na sua direção.

Além disso, Francisco Conceição já havia dirigido palavras mais inflamadas ao árbitro durante o decorrer do jogo, acrescentando à atmosfera de tensão.

"A quem espantam os comportamentos no Estoril?"

O final do jogo não trouxe acalmia, com Wendell, entre outros elementos do staff portista, a confrontar António Nobre, resultando em mais expulsões para o lado portista.

Estas cenas de contestação não passaram despercebidas aos olhos dos rivais do FC Porto, como Jaime Cancella de Abreu, conhecido adepto do Benfica, que expressou as suas dúvidas nas redes sociais sobre a atuação do árbitro.

Jaime Cancella de Abreu, citado pelo jornal 'Bancada.pt', questionou a razão pela qual Francisco Conceição e Otávio não receberam cartões vermelhos diretos, sugerindo que o árbitro poderia ter agido com receio.

"Francisco Conceição e Otávio foram poupados a vermelhos diretos porquê? O árbitro teve medo?", começou por questionar o adepto encarnado.

"Alguém acredita que os castigos vão ser pesados para punir quem se excedeu?", interrogou de seguida Cancella de Abreu.

Além disso, o conhecido sócio das águias manifestou a sua surpresa pela não expulsão de Wendell, mesmo após o comportamento controverso do jogador azul e branco no final do jogo.

"Como pode não ter sido mostrado o vermelho direto a Wendell depois do comportamento que teve no final do jogo? Os árbitros apitam condicionados?", observou.

O adepto encarnado também não se mostrou surpreendido com as queixas de Pinto da Costa sobre as arbitragens, insinuando que estas queixas poderiam ser uma tentativa de desviar a atenção dos problemas internos do FC Porto.

"A quem espantam os comportamentos no Estoril? Pinto da Costa falou dos erros que prejudicaram o FC Porto quando foi, afinal, largamente beneficiado"

Abreu relembrou ainda o erro de Diogo Costa, guardião portista, que prejudicou a equipa de forma significativa, questionando as verdadeiras intenções por trás das reclamações do presidente portista.

"Esqueceu-se de falar de Diogo Costa, cujo erro prejudicou como nenhum outro a sua equipa? Quer enganar quem? Os associados em véspera de eleições com o título perdido e com grande probabilidade de nem o segundo lugar atingir?", rematou.

Confira aqui tudo sobre a competição.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Para si

Na Primeira Página

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem será o próximo presidente FC Porto?