loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Crónica: Goleada de Portugal com hat-trick de Ronaldo perante a frágil Lituânia

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Frederico Varandas deve pedir a demissão de presidente do Sporting?

Portugal ficou hoje a uma vitória de garantir o apuramento para a fase final do Euro 2020, depois de «esmagar» a Lituânia, por 6-0, no Grupo B, com mais três golos de Cristiano Ronaldo, no Algarve.
Crónica: Goleada de Portugal com hat-trick de Ronaldo perante a frágil Lituânia

Depois do ‘poker’ em Vílnius, o capitão da seleção portuguesa voltou a ‘destruir’ a defensiva lituana, desta vez com um ‘hat-trick’ construído aos sete, de grande penalidade, 22 e 65 minutos.

Aos 52 minutos, Pizzi também ajudou à goleada, assim como Gonçalo Paciência, que fez o seu primeiro tento pela seleção principal aos 56, e Bernardo Silva, que ‘faturou’ aos 63.

Numa fria noite algarvia, Portugal fez seis, mas podia ter feito ainda mais golos, tal o domínio que teve em toda a partida, perante uma Lituânia muito frágil e totalmente desastrada a defender.

No próximo domingo, no Luxemburgo, uma vitória assegura logo a qualificação para o próximo Europeu, mas Portugal pode até empatar ou perder o último jogo do Grupo B, mas a Sérvia não pode vencer na receção à Ucrânia.

O selecionador Fernando Santos surpreendeu com várias alterações no ‘onze’ e deu a titularidade a Gonçalo Paciência, que fez dupla na frente com Cristiano Ronaldo.

Com Bernardo Silva a atuar mais no meio e com total liberdade na construção de jogo, Portugal cedo resolveu a partida, mas também com a ajuda do adversário.

Logo aos sete minutos, Mikoliunas derrubou Ronaldo na área e o capitão português abriu a contagem de grande penalidade, como tinha acontecido no jogo da Lituânia.

Em Vilnius, Ronaldo também marcou aos sete minutos e igualmente de penálti.

Sem ter que imprimir grande velocidade e com o rival de leste totalmente confinado no seu meio campo, Portugal foi somado várias oportunidades, num período em que Gonçalo Paciência ficou três vezes perto do golo.

O avançado do Eintracht Frankfurt não marcou nesta fase, mas assistiu Ronaldo para o segundo da noite. O jogador da Juventus aproveitou de uma perda de bola dos lituanos e disparou com sucesso de fora da área, aos 22 minutos.

Em comparação com outros jogos do passado, os médios apresentaram-se com outra dinâmica, com Bernardo Silva a ‘pegar’ no jogo e entender-se muito com Bruno Fernandes e Pizzi, que trocaram frequentemente de posição.

Já quase em ‘modo treino’, Portugal foi construindo o resultado na segunda parte, com Pizzi, aos 52 minutos, a fazer o seu terceiro golo pela seleção nacional, primeiro em jogos oficiais, com um remate já dentro da área, que ainda tabelou em dois defensores rivais.

Pouco depois, aos 56 minutos, Gonçalo Paciência aproveitou um erro do guarda-redes Setkus e, já na pequena área, aumentou para quatro, juntando a sua estreia a titular com a estreia a marcar.

Sempre com o total controlo da partida e já depois de ter desperdiçado mais algumas oportunidades, Bernardo Silva também inscreveu o seu nome na lista dos marcadores, num lance em que, dentro da área, recebeu a bola com facilidade e rematou sem qualquer oposição.

A fragilidade da Lituânia e as facilidades defensivas que demonstrou chegou a ser confrangedores para um jogo desde nível e Ronaldo aproveitou para chegar ao ‘hat-trick’, aos 65 minutos, depois de receber um passe de Bernardo Silva.

O capitão português esteve perto de novo ‘poker’, mas acabou substituído aos 83 minutos, dando lugar a Diogo Jota, que fez a sua estreia absoluta.

Nessa altura, Bruma já tinha rendido Bernardo Silva e João Moutinho tinha ocupado o lugar de Bruno Fernandes.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler