loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Taça Libertadores: Abel 'convoca' 11 adeptos para apoiar Palmeiras no Maracanã

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O treinador português Abel Ferreira ‘convocou’ 11 sócios do Palmeiras para assistirem à final da Taça Libertadores de futebol, no sábado, no Rio de Janeiro, onde o embate com o Santos vai ser disputado num Maracanã praticamente vazio.
Taça Libertadores: Abel 'convoca' 11 adeptos para apoiar Palmeiras no Maracanã

A pandemia provocada pelo novo coronavírus obriga a que a final da 61.ª edição da principal prova de clubes sul-americana seja disputada no gigante estádio carioca despido de público, com apenas cinco mil dos quase 80 mil lugares ocupados.

A assistência autorizada pelo Estado do Rio de Janeiro é ligeiramente acima do habitual no atual contexto, atendendo a que são apenas autorizadas pessoas credenciadas, com teste negativo ao coronavírus, não existindo bilhetes à venda.

Aproveitando esta situação, o Palmeiras decidiu ‘premiar’ 11 sócios-adeptos com credenciais para a terceira final entre clubes brasileiros, depois de duas com o São Paulo, que venceu o Athletico Paranaense em 2005 e perdeu com o Internacional em 2006.

A antiguidade de sócio, o cumprimento das quotas e a assiduidade aos jogos do ‘verdão foram alguns dos critérios para a seleção, cuja ‘convocatória’ foi divulgada por Abel Ferreira, através de uma videochamada telefónica para cada um deles.

Além da surpresa, seguida do entusiasmo, os “eleitos” assumiram a emoção com a “convocatória”, prometendo apoio especial ao ‘onze’ de Abel Ferreira, que, insistentemente, realçava a importância coletiva: “Todos somos um”, reiterou, animado, o português.

O rival Santos teve iniciativa semelhante, mas acabou por premiar cinco funcionários do clube com a entrada para a final, entre os quais um massagista, dois eletricistas, um treinador dos escalões de formação e uma empregada da limpeza.

Os dois emblemas chegaram pela quinta vez à final da 'Champions' sul-americana. O Santos procura o quarto triunfo, depois das conquistas em 1962, 1963 e 2011, enquanto o Palmeiras tenta a segunda vitória, depois do único êxito, em 1999.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página