loading

"Os jogadores terminam o contrato e são livres de escolherem o seu destino"

O FC Porto enfrenta uma montanha-russa emocional com a situação de Mehdi Taremi, o avançado iraniano que esteve perto de se transferir para o Inter de Milão, mas que acabou por permanecer no clube azul e branco após um enredo complexo.

"Os jogadores terminam o contrato e são livres de escolherem o seu destino"
FC Porto

Sob a liderança do treinador Sérgio Conceição, o FC Porto enfrenta desafios não só nos relvados, mas também nos bastidores, onde as negociações e os contratos moldam o destino do clube.

Conceição, conhecido pela sua determinação, expressou claramente o seu descontentamento com a situação de Taremi, enfatizando a importância do compromisso e da lealdade ao clube.

Apesar das circunstâncias, o treinador espera tirar o máximo proveito desportivo do jogador iraniano, apelando ao apoio incondicional dos adeptos.

"Não faço parte do aeroporto, não sei se os aviões estavam à espera. Aqui não basta ter contrato com o FC Porto, é preciso sentir o clube, o Taremi tem sentido o clube, há que ter respeito", começou por pedir Conceição.

"Há que ter respeito, porque o Taremi tem respeito pelo clube, trabalha aqui diariamente com afinco. Não vale de tudo para se enxovalhar", frisou o técnico portista.

Ora, este sábado, o internacional iraniano voltou a ser tema de conversa. Pinto da Costa, presidente dos azuis e brancos, falou brevemente à comunicação social, nas Caldas da Rainha, e abordou a atual situação de Taremi.

O líder máximo dos azuis e brancos comparou a situação do avançado iraniano com outros grandes clubes europeus, destacando a liberdade de escolha dos jogadores em final de contrato e desejando felicidades a Taremi, independentemente do seu destino.

"É importante, são todos importantes, não só o Taremi, mas são mais importantes os que estão a jogar", começou por dizer Pinto da Costa, citado pelo jornal 'A Bola'.

"O Taremi ou qualquer outro jogador, como acontecem em todos os grandes clubes, como por exemplo no PSG, os jogadores terminam o contrato e são livres de escolherem o seu destino. Nós não podemos fazer nada, só lhes podemos desejar felicidades", observou.

A incerteza em torno de Taremi não diminui a importância dos compromissos imediatos do FC Porto. Além das competições nacionais, os Dragões continuam a sua jornada na Liga dos Campeões, onde enfrentam desafios cruciais.

A abordagem da direção, a coesão da equipa e o apoio dos adeptos tornam-se elementos críticos enquanto o clube navega por este período conturbado.

A contratação de Otávio também foi destacada por Pinto da Costa, que elogiou a prestação do brasileiro na Liga dos Campeões. O presidente sublinhou que a contratação de Otávio foi subvalorizada e salientou o impacto positivo do jogador na equipa.

"Não tem estado mal, foi considerado o melhor central da jornada europeia, portanto não está mal, claro que foi subvalorizada a sua contratação, mas isso é normal", frisou o presidente dos dragões.

"Agora ao segundo jogo que faz, o primeiro europeu, entrar logo na equipa da semana da Liga dos Campeões, afinal é porque não escolhemos mal", rematou Pinto da Costa.

O FC Porto, conhecido pela sua resiliência, enfrenta mais do que desafios desportivos nesta temporada. A gestão eficaz das dinâmicas internas e a capacidade de manter o foco no sucesso desportivo tornam-se cruciais para superar as adversidades.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Para si

Na Primeira Página

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem será o próximo presidente FC Porto?